Rio Grande do Sul – A operadora aeromédica UNIAIR Táxi Aéreo realizou desde o início da pandemia, mais de 550 remoções aeromédicas, 49% delas de pacientes com COVID-19. No período houve um aumento de 30% nos voos. A empresa realizou transportes de pacientes de Manaus para outras cidades e também quando aumentou o número de casos no Rio Grande do Sul.

“A lotação máxima de leitos UTIs fez com que tivéssemos, em algumas semanas, 100% dos voos aeromédicos com pacientes com COVID-19. Isso envolveu uma logística muito complexa, envolvendo assepsia, protocolos de higienização, equipes de solo para realizar o apoio, mais uma equipe em voo e cuidado para não extrapolar jornada de trabalho da tripulação”, disse Bruna Cavalheiro Pereira, gestora comercial da UNIAIR.

UNIAIR realizou durante a pandemia mais de 260 remoções aeromédicas de pacientes com COVID-19

Atualmente, a empresa atende mais de 4 milhões de usuários do Plano Unimed em território nacional. O serviço aéreo pode ser incluído no convênio de saúde e varia conforme o plano do cliente. Para contratações particulares, o cálculo é feito pelo quilômetro voado. Como exemplo, um voo aeromédico de Uruguaiana a Porto Alegre, pode custar R$ 35 mil.

Além do Aeroporto Salgado Filho, a operadora possui hangar no aeroporto Governador José Richa, em Londrina (PR) e uma base operacional em São José (SC). Nos seus 23 anos de história, já realizou 30,5 mil horas de voos e calcula ter atendido 15,5 mil pessoas.

A empresa possui três aviões, dois helicópteros e mais de 80 profissionais das áreas de saúde, operações aéreas, manutenção e administrativo. Bruna ressalta que o transporte ocorre de um hospital com menos recurso para um hospital de maior recurso. “As aeronaves de nossa frota foram escolhidas justamente pela versatilidade para operar em pistas relativamente curtas, não pavimentadas, como as que encontramos no interior do nosso Estado”, complementou.

O cuidado é feito de leito a leito, com ambulâncias para o transporte terrestre na origem e no destino. A equipe é formada por piloto, médico e enfermeiro e além do paciente, pode levar até dois acompanhantes da família.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

dezesseis + 11 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários