Conheça o projeto “O helicóptero e a 3ª Lei de Newton” desenvolvido pelo CORPAer/PMMG

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Com o apoio do Major PM Brandes, do Capitão PM Simão (Comando/Subcomando) e das Praças integrantes da 3ª CORPAER/Montes Claro-MG, essa palestra foi confeccionada e realizada pelo Cabo PM Novais (mecânico da aeronave), pelo Professor Charles Simões Lacerda (Disciplina de Física) e pelo Subtenente PM QPR Simões (Arte, fotografia, montagens e simulação de voo).

Uma iniciativa pioneira

Sabedores de que o “bicho papão” de uma parcela considerável de estudantes do ensino médio são as matérias das ciências exatas, matemática e física, especialmente essa última, vislumbramos a oportunidade de dar novo rumo nesse conceito, introduzindo um meio que desperta, na maioria das pessoas, muita curiosidade: o voo mais pesado que o ar – notadamente o das aeronaves de asas rotativas – e as implicações da física para que tal aconteça.

“O helicóptero e a 3ª Lei de Newton” desenvolvido pelo CORPAer/PMMG

Essa iniciativa teve como objetivo, não somente falar de física aplicada ao vôo, mas também buscar a aproximação entre a Policia Militar e a comunidade, seu público alvo, e nada melhor que começar pelos estudantes, futuros formadores de opinião, pois terão a oportunidade de ver a origens da Instituição PMMG, sua competência Constitucional, do Radiopatrulhamento Aéreo na Corporação e o emprego da aeronave nas diversas ocorrências, área de responsabilidade, bem como que os responsáveis pela Segurança Pública são pessoas oriundas do mesmo meio social que eles, que ali chegaram graças ao empenho individual para a realização de um sonho.

A Palestra

No conteúdo da palestra, visando fugir de modelos anteriores, longos e enfadonhos, com quase tudo estático, lançamos mão dos recursos da informática (Photoshop), da fotografia e do entretenimento eletrônico (Flight Simulator – versão 9), além de uma pesquisa histórica sobre o tema.

Ela caracteriza-se pelo seu aspecto multidisciplinar, pois falamos dos exemplos encontrados na natureza, como a árvore milenar Sycamore Tree, que produz uma semente que desce ao solo voando segundo os princípios da auto-rotação, do invento de Leonardo da Vinci e até do Besouro ‘Rola-Bosta” que, pergunta-se, o que isso tem a ver com aviação? Tem, de certa forma. Há uma frase atribuída a Igor Sikorsky, onde ele dizia que esse inseto é grande, de asas curtas e não deveria voar, entretanto, como ele nada sabe de física ou matemática, voa assim mesmo.

No tocante à parte que envolve a aviação, são demonstrados os conceitos do efeito Coanda, da teoria de Bernoulli (experimentos em vídeo) e da aplicação da 3ª Lei de Newton, conforme o conceito mais recente, no qual os aerofólios são vistos como grandes defletores de ar, resultando no que se conhece como força de sustentação.

Na exposição fotográfica das telas, são mostrados os pioneiros do voo de asas rotativas, como Louis Breguet, Paul Cornu, Etienne Oehmichen e suas tentativas de alçar voo.

Efetivamente, os pioneiros da invenção do helicóptero são retratados nas figuras do alemão Heirick Focke, Igor Sikorsky que de fato estabeleceram o que viria a ser a mencionada aeronave.

A Prática

A parte dinâmica da palestra inicia-se aqui, onde são mostrados os modelos de helicóptero, como o Flettner Kolibri e o Bell-47, respectivamente, como o primeiro produzido em massa e o segundo como o primeiro a receber a certificação para operação comercial (com o Flight Simulator).

Juan de La Cierva, pai dos autogiros, tem sua máquina retratada (e simulada em voo) como um “primo” dos helicópteros atuais que já incorporava o conceito de auto-rotação.

Para situar os alunos nas diferenças entre avião e helicóptero, estaticamente essas aeronaves (com o Flight Simulator) são mostradas, seus comandos são acionados por dentro e como as ações do piloto agem sobre as superfícies/rotores, por fora. Em seguida essas máquinas virtuais decolam, voam executam manobras afetas a cada tipo e pousam em seguida.

O helicóptero

O helicóptero, então, é examinado mais detidamente. Aos alunos são passadas informações do voo de uma máquina que voa “contrariada”, o porquê do rotor de cauda, do batimento, da pá que avança e da pá que recua e de como tudo isso, sincronizado, resulta numa das mais “divinas” formas de voar e ….de poder pairar.

Abrimos um tópico para falar da invenção dos reatores, cujo crédito histórico fica para o alemão Hans Von Ohain e o Oficial Inglês, da RAF, Frank Whittle e do seu princípio de funcionamento (com animação de vídeo).

Navegação

Finalizando a palestra, terminamos falando de geografia, quando abordamos a questão da orientação espacial, para efeito da navegação aérea, por instrumentos (vôo virtual IFR com orientação por ADF/NDB) com luz do dia praticamente extinta.

Um brinde com uma visita

Então, os alunos são convidados a irem até o hangar da Unidade e ali complementarem o conhecimento adquirido.

Confira as fotos do evento

Confira as imagens da apresentação


Nota do Site: Um excelente trabalho e uma “boa prática” que merece ser difundida, parabéns pela nobre iniciativa do CORPAer da Polícia Militar de Minas Gerais.


- Anúncio -

4 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns aos companheiros do CORPAer pela bela iniciativa de aproximar a comunidade e a polícia usando o que nós conhecemos e fazemos bem.

  2. Excelente iniciativa!!

    Creio que todas as unidades aéreas policiais do Brasil deveriam fazer o mesmo para que, em um futuro não muito distante, os futuros ex-alunos se recordem com carinho dos seus professores policiais…

    Certamente isso tornará as futuras gerações mais próximas da polícia, o que é louvável e benéfico para todos!

    Parabéns CORPAer PMMG!!!

    CAP PMERJ Rodrigo Duton – PCH
    Grupamento Aéreo e Marítimo (GAM)

  3. Parabéns ao professor,tenente e integrantes da 3ª COPAER. Motivar estudantes tem sido um grande problema na educação e vocês com esse tipo de trabalho certamente cativaram a atenção deles de forma prazerosa e criativa, interagindo a teoria com a prática.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários