Definida a programação do 3º Fórum Nacional de Aviação de Segurança Pública

O evento, promovido pela Comissão de Aviação de Segurança Pública da SENASP em parceria com o Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia, que será realizado em Salvador/BA, nos dias 6 a 8 de maio de 2010, está com sua programação definida, confira:

PROGRAMAÇÃO PRÉVIA

3º Fórum Nacional de Aviação de Segurança Pública
Salvador – Bahia

05/MAI/2010 – Quarta-Feira

Receptivo no aeroporto para a chegada das delegações – transfer in p hotel – Check-in – credenciamento

06/MAI/2010 – Quinta-Feira

  • 08h00 as 09h00 – Deslocamento do local de hospedagem para o GRAER/PMBA
  • 09h00 as 10h45 – Abertura do Evento (Governador do Estado da Bahia) e Cerimônia de entrega de aeronave da SENASP para o Estado da Bahia no Hangar do GRAER/PMBA
  • 10h45 as 11h15 – Coffee Break
  • 11h15 as 12h00 – Visita as instalações do GRAER/PMBA
  • 12h00 as 13h00 – Deslocamento para o almoço no hotel
  • 13h00 as 14h00 – Almoço para todos participantes
  • 14h00 as 15h00 – Palestra de Abertura sobre Safety Management System (SMS), palestrante abertura Brig Jorge Kersul Filho e desenvolvimento por técnico do CENIPA
  • 15h00 as 15h50 – Palestra sobre Modelo para Seleção e Formação do Piloto de Segurança Pública, palestrante Cap PMESP Mantovani
  • 15h50 as 16h10 – Intervalo (Água e Café)
  • 16h10 as 17h20 – Palestra sobre Aspectos Fisiológicos do Vôo de Helicóptero em Aviação de Segurança Pública e Defesa civil, palestrante Drª Ten Med Mauro Pascale
  • 17h30 as 18h20 – Palestra sobre A Importância da Construção do Pensamento Científico para a Aviação de Segurança Pública, palestrante Maj PMMG Windson Jeferson Mendes de Oliveira
  • 19h00 as 21h00 – Receptivo de boas vindas para todos participantes

07/MAI/2010 – Sexta-Feira

  • 08h30 as 08h50 – Abertura (Comissão de Aviação de Segurança Pública)
  • 08h50 as 09h40 – Palestra sobre A Aviação Contemporânea e o Investimento Estratégico na Capacitação em Segurança, palestrante Professor Donizeti Andrade – ITA
  • 09h40 as 10h00 – Intervalo
  • 10h00 as 10h50 – Palestra sobre Operações Aéreas em Áreas Conflagradas, palestrante Ten-Cel PMERJ Miguel Francisco Ramos Júnior e equipe
  • 10h50 as 11h40 – Palestra sobre Aspectos de Manutenção de Aeronaves Relacionada à Segurança Operacional Aeronáutica, palestrante Professor Alexander Vasconcelos – ITA
  • 11h40 as 12h30 – Palestra sobre Planejamento Federal das Ações de Segurança Pública para a Copa do Mundo de Futebol de 2014 e para os Jogos Olímpicos de 2016, palestrante Insp. Régis André Silveira Limana – CGI/SENASP
  • 12h30 as 14h00 – Almoço para todos os participantes
  • 14h00 as 14h50 – Apresentação acadêmica do corpo de alunos de Mestrado Profissional em Segurança da Aviação e Aeronavegabilidade Continuada – ITA
  • 14h50 as 15h40 – Palestra sobre Estruturação, Organização e Operacionalidade de Unidade de Aviação de Segurança Pública, palestrante Maj PMBA Lázaro Raimundo Oliveira Monteiro
  • 15h40 as 16h00 – Coffee Break
  • 16h00 as 17h00 – Apresentação Estrutura e Operações Aéreas da Gerdarmerie para a Segurança Pública, Gerdarmerie Française
  • 17h00 as 18h30 – Palestra Investimentos na Aviação de Segurança Pública e Principais Erros e Dúvidas nos Projetos de Fomento, palestrante Cmte. Cleverson Lautert Cruz
  • 20h00 as 22h00 – Jantar dos hospedados no hotel

08/MAI/2010 – Sábado

  • 08h30 as 08h50 – Abertura (Comissão de Aviação de Segurança Pública)
  • 08h50 as 09h50 – Palestra sobre O Ensino de Excelência em Aviação no Exército Brasileiro: uma Referência, palestrante Cel EB Fábio Bevenutti Castro – CAVEX
  • 09h50 as 10h40 – Palestra sobre Uso da Tecnologia Embarcada na Aviação de Segurança Pública, palestrante Maj PMESP Gambaroni
  • 10h40 as 11h00 – Intervalo
  • 11h00 as 12h00 – Palestra sobre Ações da SENASP na aviação de Segurança Pública e Perspectivas, palestrante Comissão da Aviação de Segurança Pública da SENASP (Maj PMDF Josilei Albino Gonçalves de Freitas; Cmte. Cleverson Lautert Cruz)
  • 12h00 as 14h00 – Almoço de encerramento
  • 14h00 as 15h30 – Reunião dos membros do Conselho Nacional da Aviação de Segurança Pública
  • 15h30 as 16h00 – Coffee Break para os membros do Conselho
  • 16h00 as 19h00 – Reunião dos membros do Conselho Nacional da Aviação de Segurança Pública
  • 21h00 as 23h30 – Jantar de encerramento

09/MAI/2010 – Domingo

Até as 14h00Check-out do local de hospedagem – traslado ao aeroporto dos hospedados

Fonte: Comissão de Aviação de Segurança Pública do Ministério da Justiça/SENASP.

18 COMENTÁRIOS

  1. Estamos Ainda no Brasil engatinhado no Policiamento como pode uma Aeronave Policial nao ter FAROL DE BUSCA e FLIR para os Pilotos Policiais desenpenharem um bom Trabalho Nos Usa , uso de aeronave Policial a Noite tem se tornado cada vez mais Frequente com otimos resultados ,Dando Apoio e Seguranca para os Policiais em Terra! A aeronave Policial tem ser bem equipada com equipamentos de Ultima Geracao !

  2. Com o devido respeito à matéria do nobre militar, publicado em http://www.defesanet.com.br/10_03/100322_11_op_urbanas.htm, acredito, que os quesitos não se aplicam à operação policial nas diretrizes de pacificação hoje aplicadas pelos órgãos de segurança pública, que privilegiam a ocupação pela polícia social e comunitária em detrimento ao combate direto. Lembremos que a aeronave é um instrumento de apoio e não de intervençaõ direta, que deva ser utilizada nos mesmos níveis (inclusive de vôo) de uma viatura policial.
    A matéria bem representa a utilização de uma aeronave em solução de guerra, mas devemos lembrar que a maioria da população é pacífica, em estado democrático de direito, não devendo ficar sob a ameaça e risco de uma máquina de guerra operando no cotidiano, nem esperamos ver outra fatalidade de um acidente aeronáutico em virtude da utilização no combate direto.
    Uma aeronave de segurança pública realmente precisa de equipamentos especiais para melhor atender à sociedade, mas acredito que não devamos transformá-la em uma máquina de guerra – função exclusiva das forças armadas.

  3. Olá!!
    Realmente não podemos pensar no uso do helicóptero como arma de guerra no teatro urbano, pois ainda o Estado democrático de direito ainda não considera o nível da criminalidade como uma real guerra urbana, apesar de tudo que está acontecendo.Falo pelas ações rotineiras em apreensões de armamentos pesados nas mãos de marginais, dos quais muitos ex-integrantes das fileiras da FFAA e Forças Auxiliares. Lembrando aqui até o ápice do atentado e açaõ terrorista com o abate do helicóptero policial no RJ no ano passado.
    Realmente quando o helicóptero for utilizado como armamento aéreo de emprego contra ações criminais,o controle pacífico chegou ao fim. E a guerra oficialmente foi declarada. Precisaremos então de muitos Caveirões do Ar!! Espero que isso nunca aconteça!! Abçs a todos!

  4. Olá novamente!
    como sugestão para o palestrante sobre Filosofia de Survivability de Helicópteros, palestrante Professor Dr. Roberto Ramos – ITA, acredito que todos já conheçam, mas vale a pena lembrar:A SURVIVABILITY DE HELICÓPTEROS COMO UM DOS FATORES PREPONDERANTES NA AVIAÇÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA DO BRASIL Tenente-Coronel Milton KERN Pinto, na época era Comandante do Batalhão de Aviação da Polícia Militar de
    Santa Catarina. O artigo foi divulgado pela Defesa&Net; http://www.defesanet.com.br/docs1/TC_KERN_AV_SEG_PUB.pdf
    Mas aqui neste blog ele pode também ser encontrado.
    Sucessos a todos!

  5. Caros amigos, e a você, Lautert, em especial.

    Parabéns pelo comentário.

    Esse assunto é deveras motivador, pois vivemos um paradoxo. De uma lado as policias no Brasil (inclusive a do Rio de Janeiro) buscando a aproximação com a comunidade(polícia comunitária), criação de serviços de INTELIGÊNCIA, utilização de técnicas não letais, melhoria da formação e capacitação, aquisição de equipamentos mais modernos, integração entre as polícias no Brasil, criação de cursos a longa distância para melhor instruir os policiais brasileiros, luta por melhores salários, etc, etc e etc e de outro aqueles que acreditam no confronto armado, na utilização bélica da polícia.

    Aqui não há certo ou errado, é apenas um comentário e um pedido.

    Caros amigos, esse tema merece um artigo técnico ou científico, que vá mais além, que traga bons resultados, que nos ajude com argumentos, que nos mostre caminhos melhores.

    Temos pessoas altamente capacitadas na Aviação de Segurança Pública.

    PRECISAMOS ESCREVER PARA CRIAR E TRANSFORMAR, POIS, CASO CONTRÁRIO, OUTROS ESCREVERÃO POR NÓS.

    QUEM ENTENDE MAIS DE AVIAÇÃO POLICIAL DO QUE NÓS MESMOS.

    ESCREVAM.

    Eduardo Alexandre Beni
    PilotoPolicial.com.br

  6. Caros amigos,

    Temos hoje, pago pela SENASP, 7 oficiais realizando mestrado no ITA sobre temas diversos, voltados para a segurança de aeronaves, e estão lá justamente para gerar estudo científico e crítico sobre nossa operação, mas além disso, capacitar nosso público interno de conhecimento relevante e moderno, aumentando o nível técnico de nossa atividade, pois é como o Beni disse: Ninguém sabe melhor nossa atividade do que aqueles que arriscam suas vidas todos os dias em operações reais, de combate a criminalidade, respeitando os direitos humanos.

    Maj Gonçalves
    Presidente Conselho Nacional de Aviação de Segurança Pública
    DFNSP-SENASP

  7. Receio informá-los, mas um estudo científico deve ser isento e apartidário. E esse é o principal desafio de todos os pesquisadores (em qualquer área de atuação): conseguir retirar todos os SEUS paradigmas do estudo realizado. Por isso, é fundamental muito conhecimento sobre o assunto estudado (leia-se: bibliografia de conhecimento notório e irrefutável). Entretanto, concordo que os envolvidos no meio estudado são de fato as melhores fontes para se obter informações, principalmente, quanto aos “problemas” a serem abordados. Quanto às soluções acredito que nem sempre as melhores veem de quem está “dentro da caixa”. Uma revolução científica parte de premissas muito mais abrangentes.

    Gostaria de parabenizar o oficiais matriculados no curso e reforçar a ansiedade para conferir os trabalhos realizados ao longo do curso. São privilegiados que certamente farão excelentes trabalhos.

    Parabéns à SENASP pela inciativa pioneira em contribuir para o aperfeiçoamento humano de nossa aviação de segurança pública.

    • Caro “AvSegPub”, concordo que “uma revolução científica parte de premissas muito mais abrangentes”, entretanto, há poucos estudos científicos PUBLICADOS acerca da Aviação de Segurança Pública no Brasil, mesmo porque, é uma aviação que tem pouco mais de 25 anos de existência, assim, quando incentivamos as pessoas, que compõe a Aviação de Segurança Pública, escreverem, não significa que outros não possam fazê-lo, muito pelo contrário.

      Se tivermos uma participação mais efetiva de TODOS, idéias fluirão, surgirão discussões, debates, embates, soluções, ponderações, melhores resultados e uma população mais segura e com um serviço de melhor qualidade, etc, exatamente o que ocorre neste momento.

      Como disse, não há certo ou errado, mas mostre um caminho, dê uma idéia, uma solução, estude, escreva e compartilhe. O conhecimento para existir precisa ser transmitido, compartilhado, pois, caso contrário, morre-se com ele.

      Realmente, por vezes, as soluções surgem de pessoas “fora da caixa” e não há nenhum demérito para aqueles que estão “dentro da caixa”, vide a história da “Teoria da Relatividade” de Albert Einstein.

      Quando diz que “é fundamental muito conhecimento sobre o assunto estudado (leia-se: bibliografia de conhecimento notório e irrefutável)”, acredito nisso e esse é uns dos requisitos para a confecção de um bom trabalho científico, entretanto, os grandes pensadores, filósofos, juristas, cientistas, etc, foram um dia estudantes e hoje são “bibliografia”. Por esse motivo o incentivo em escrever, pois, assim, criar-se-a bibliografia, um referência para novas idéias e novas soluções. Não há partidarismo ou parcialidade, há apenas a busca ponderada de um novo caminho.

      Bons Voos!

      Eduardo Alexandre Beni
      PilotoPolicial.com.br

  8. Beni, não temos dúvidas de que o caminho certamente é esse: publicação intensiva e extensiva sobre a Aviação de Segurança Pública nacional. O que quero dizer com isso? Que o momento é bastante oportuno para que seja abordada a maior quantidade de temas possíveis no maior número de publicações possíveis.

    Carecemos deste tipo de bibliografia, não tenho dúvidas. Mas tenho algumas dúvidas sobre como incentivar a participação de todos. Pelo fato de ser uma aviação específica, pode-se cometer o equívoco de cercear a participação de possíveis interessados que não faça parte do meio, entende? O quê, como concordamos, seria uma falta grave, pois necessitamos de “orientações consubstanciadas”.

    Acredito que a participação em Fóruns presenciais e virtuais como o FNAvSeg e o pilotopolicial.com.br tornem-se grandes oportunidades de trocas experiências. Entretanto, fica a sugestão de elaboração de uma Magazine especializada na Aviação de Segurança Pública. Publicações periódicas e com a presença de artigos e estudos científicos. A SENASP já estudou essa possibilidade? Sugiro inclusive uma pauta rotineira (carro-chefe da resvista) a divulgação de todas as Unidades Aéreas (uma por edição, obviamente) Com estrevistas, dados sobre as operações, tipos de operações e projetos… enfim, uma espécie de catalogação e divulgação de todos os envolvidos.

  9. Caro AvSegPub,

    Existe muita coisa a fazer e esta é a proposta do PilotoPolicial.com.br, aliás ele surgiu para isso, fomentar e divulgar a AvSegPub.

    Essa sua idéia é algo, que em breve, acontecerá e precisaremos da ajuda de todos.

    A SENASP pensa nisso e há muita coisa que surgirá do 3o FNAvSegPub.

    Vamos aguardar.

    Este espaço é para isso, por isso os artigos e notícias são abertos aos comentários.

    Abraços

    Beni

  10. Pelo visto este 3o. forum vai pegar fogo… fico feliz em ver nossa aviação de segurança pública avançando nos debates sobre nossa atividade…

    A Bahia estará esperando a todos para esse grande encontro. Não se preocupem que se a coisa esquentar muito serviremos uma água de coco bem gelada.. ademais o hotel ficará de frente para as dunas da lagoa do abaeté..rs..

    abraço

    Lázaro

  11. Fico imensamente satisfeito com a qualidade do debate que tem se formado neste fórum, sempre respeitando-se as opniões individuais. Isso mostra que a Aviação de Segurança Pública no Brasil tende a evoluir muito nos próximos anos.
    Caríssimo Lautert, concordo quando você lembra que o futuro das polícias está na aproximação com a sociedade e não no enfrentamento. Mas de nada vai adiantar termos uma polícia comunitária exemplar se não tivermos condições de atuar em circunstâncias extremas de combate à criminalidade, que, invariavelmente, irão acontecer.
    Acredito que tenha sido neste sentido que o colega Martins tenha postado o link dele.
    Ao Administrador e aos demais colegas eu pergunto se alguém tem algum material bibliográfico NÃO NACIONAL acerca da Aviação de Segurança Pública. Pode ser que, observadas as peculiaridades, possamos nortear as diretrizes para o futuro da nossa Aviação.
    Forte Abraço a todos.
    PRF C. NEVES
    OPERADOR DE EQUIPAMENTOS ESPECIAIS
    DEPARTAMENTO DE POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL
    DIVISÃO DE OPERAÇÕES AÉREAS
    BASE NORDESTE – RECIFE/PE
    (81) 3322-4056
    (81) 8820-8215
    [email protected]
    [email protected]
    “SEMPRE PRONTOS PARA CUMPRIR QUALQUER MISSÃO!”

    • Caro Cledson Neves, existe sim muito material NÃO NACIONAL escrito, principalmente pelos americanos, na medida do possível publicamos alguns artigos no site. O trabalho é árduo, mas, com a ajuda de todos, estamos conseguindo difundir o conhecimento.

      Na página “MAPA” você verá artigos da Aviação Policial Americana, Européia e da América do Sul, com um destaque especial à Aviação Policial da Colômbia e do Peru.

      Aliás seria extremamente interessante se pudéssemos conhecer melhor a Aviação Policial de nossos vizinhos, pois, segundo consta, eles estão bem avançados, principalmente no quesito FORMAÇÃO. A Aviação Policial da Colômbia tem um Centro de Formação de dar inveja e forma pilotos e mecânicos de vários países da América do Sul, inclusive das Forças Armadas desses países.

      Forte abraço

      Eduardo Alexandre Beni
      Administrador do site Piloto Policial

  12. Estive em Salvador ha poucos dias em operação Junto ao GRAER e, pelo empenho daquela unidade em
    demonstrar elevados profissionalismo e hospitalidade, sei que o evento tem tudo para ter um aproveitamento excelente. Gostaria de estar lá. Quem sabe na próxima. Sucesso a todos.

  13. Thank you – I liked this post. Anyway the time will pass and we will see if you are right or not. Have a nice day and regards from New Zeland!
    Chris

    Obrigado – Eu gostei deste post. De qualquer forma o tempo vai passar e vamos ver se você está certo ou não. Tenham um bom dia e cumprimentos de Nova Zelândia!
    Chris

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

dezenove − 13 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários