- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Acre – No dia 1º de maio, mais 50 cabines de isolamento “Vanessa” e mil protetores faciais Face Shield chegaram ao Acre transportados por um avião fretado pelo Governo. O desembarque dos materiais aconteceu no hangar do Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER), em Rio Branco.

As cabines permitem uma terapia respiratória alternativa à intubação e é a última remessa da doação de 100 cápsulas, realizada pela empresa Transire ao Governo do Acre. O nome é uma homenagem a uma paciente que foi tratada com o equipamento e se recuperou.

Os protetores faciais serão usados por profissionais de saúde que estão na linha de frete no combate à pandemia. Os equipamentos protegem todo o rosto e são reutilizáveis e ajustáveis. Evitam o contato com gotículas de saliva e fluidos nasais, dando maior segurança aos profissionais. As máscaras são uma doação do grupo Honda.

Os materiais e equipamentos serão distribuídos às unidades do Estado de acordo com a necessidade.

Uso do avião do Governador do Acre na operação

Avião particular do Governador do Acre cedido para o transporte de materiais. As despesas do transporte está sendo custeada pelo Governador.

Além do avião do CIOPAER e de aeronaves fretadas, o avião particular do Governador do Estado também está sendo utilizado para realizar esses transportes. Na segunda-feira (04), a aeronave do Governador foi novamente utilizada para transportar medicamentos, equipamentos de proteção individual e testes.

Receberão os materiais os municípios de Porto Walter, Marechal Thaumaturgo, Santa Rosa do Purus e Jordão. São regiões isoladas com acesso apenas por rio ou via aéreo, por isso o emprego de aeronaves acaba sendo essencial, pois além do acesso, reduz o tempo do transporte.

Transparência

Através do site http://covid19.ac.gov.br o Governo do Acre divulga os contratos e gastos públicos com as ações de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. O Governo do Estado já investiu R$ 8,4 milhões nas ações contra a COVID-19.

Desse montante, R$ 8 milhões foram repasses do governo federal. A maior fatia desse volume foi destinada à preparação de leitos de UTI em Rio Branco e no interior, com a compra de equipamentos, material médico-hospitalar, medicamentos e EPIs, segundo informou Paulo Sérgio Lima, chefe do de Tecnologia da Informação da Sesacre.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários