Início dos treinamentos de salvamento aquático pela Polícia de Maryland/EUA

Os guarda-vidas da cidade de Ocean City, em Maryland/EUA têm uma nova ferramenta para auxiliar em ocorrências de afogamento em mar agitado: um helicóptero da Polícia Estadual de Maryland.

Um grupo de guarda-vidas experientes foram selecionados para o treinamento de operação de salvamento aquático a ser implantado com a utilização de um helicóptero da Polícia estadual.

O Capitão Butch Arbin, da equipe de guarda-vidas, disse que é a maneira mais rápida de retirar uma vítima com segurança para fora da água e levá-los de cuidados médicos quando o tempo é crítico. E, para os guarda-vidas que passaram décadas a trabalhar na areia, é uma oportunidade estimulante para treinar algo novo.

“Isso nos dá um recurso que nunca esteve disponível antes”, disse Arbin. “Se acontecer um acidente de barco no mar, ou um acidente na corrente de retorno da baía, nós poderemos realmente chegar até a vítima mais rápido.”

Seis técnicos de surf-resgate em calções de banho azul e óculos de sol passaram por um treinamento em terra, guiados por pilotos de helicóptero e paramédicos do MSP.

Guarda-vidas com nadadeiras vermelhas usavam cintos ligados a um guincho do lado do helicóptero e treinaram o içamento, exatamente como isso iria acontecer durante uma emergência real sobre a água.

Carl Hardcastle, paramédico de voo do MSP efetuou o primeiro treinamento com o guarda-vida Sargento Ryan Cowder.

Hardcastle acionou um interruptor, e Cowder passou de sentado dentro do helicóptero para pendurado no guincho, como um alpinista pendurado em um penhasco íngreme.

Quando as lâminas do helicóptero estão zumbindo e os motores estão rugindo, a comunicando por gestos com as mãos é crucial. Os pilotos ensinaram aos guarda-vidas os comandos como a forma de dizer que eles estão OK, enquanto na água (toque na cabeça), quando eles precisam ser levantadas (girando o dedo na vertical) ou quando é hora de interromper (garganta movimento barra).

Após o treinamento em terra, os pilotos embarcaram os guarda-vidas, dois de cada vez, onde praticaram resgate puxando um simulacro de vítima pela Enseada. O helicóptero tem um tempo mínimo possível para passar, pois a posição pairada exige mais potência dos motores da aeronave, disseram os pilotos.

No início deste ano, a Unidade de Aviação do MSP começou a explorar as melhores formas de implantar com sua frota de helicópteros a evacuação aeromédica em todo o estado, com o objetivo de posicionamento dos recursos onde eles são mais necessários, e para reduzir o tempo de resposta.

Como resultado, MSP decidiu enviar seu helicóptero baseado em Salisbury, chamado de Trooper 4, para operar do Aeroporto de Ocean City aos finais de semana, pois é onde os volumes de chamadas são mais elevados.

A parceria entre a unidade de guarda-vidas e sua unidade de resgate aéreo tem como espectativa de encurtar o tempo resposta e ajudar a salvar vidas, disse o tenente Walt Kerr, porta-voz da unidade de aviação.

Kerr disse que é a primeira tentativa dos helicópteros da Polícia estadual de operar com a unidade de guarda-vidas. “Estes são especialistas em água”, disse ele. “Nós não vamos nos atrever na água. Sabemos que eles fazem isso melhor”.

Segundo declarações do Sargente Brent Weingard, “Eu acho que é um ótimo programa. É apenas uma nova evolução para a Patrulha Beach. Torna uma organização ainda mais profissional, trabalhando com os melhores oficiais da polícia de Maryland. É uma oportunidade incrível. “

Confira o vídeo:


Fonte e fotos: Delmarvanow.com / Tradução e adaptação: Alex Mena Barreto / Piloto Policial


Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

3 − um =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários