Investir em TI valoriza seu patrimônio

WELTON APARECIDO PEREIRA CHAGAS

O capital investido na fabricação, operação e manutenção de aeronaves é alto, o que justifica o valor cobrado pela hora de vôo e manutenção dessas máquinas, então por que economizar tanto na preservação desse patrimônio, comprometendo, em alguns casos, a qualidade e rastreabilidade das informações existentes nesse processo, visto ser o principal item de verificação nas vistorias realizadas pela ANAC, além da SEGURANÇA é claro!

Em meio a uma infinidade de componentes controlados que compõe a estrutura de uma aeronave, aliado ao grande número de documentos envolvidos, tornou-se necessária a utilização de ferramentas tecnológicas de apoio para acompanhamento e controle de vencimentos, planejamento, realização de operações e uma variedade de cálculos.

O número de empresas dispostas a desenvolverem software de controle de manutenção aeronáutica cresce a cada dia, as quais utilizam as mais variadas linguagens de programação, adotando lógicas perfeitamente combinadas com a melhor filosofia na área de desenvolvimento, porém são inúmeras as dificuldades de introduzir esses produtos no mercado, por quê?

A grande resistência de alguns proprietários e empresas em acreditar ou “enxergar” que esse tipo de investimento só traz vantagens para o seu negócio, atrasa o crescimento das empresas ligadas ao setor, pois grande parte das ferramentas desenvolvidas oferecem inúmeras funcionalidades com alta precisão nos cálculos e 100% de qualidade nas informações, gerando assim grande economia de recursos.

Alguns anos atrás fui convidado a participar do projeto de uma grande empresa aérea, tendo na fase de laboratório a oportunidade de provar o quanto é possível economizar, pois ao implantar as aeronaves no sistema de gerenciamento encontrei as mais variadas discrepâncias, as quais ocorreram em mapas de controle de componentes ocasionados em sua grande maioria por erro humano.

Tal fato não teria ocorrido com o uso de um sistema capaz de avaliar e corrigir erros comuns que envolvem falhas de consistência e análise de dados, preenchimento incorreto de campos, erros de cálculo, digitação e outros; falhas essas que custaram caro por não serem detectadas a tempo,  causando grandes prejuízos.

Imagine você indisponibilizar uma aeronave para realização de um tipo de inspeção sendo que na verdade sua manutenção seria de outro tipo, aumentando dessa forma o período de parada e o custo da manutenção, ou substituir um componente antes do tempo e até mesmo ter sua aeronave interditada pela inobservância de um documento vencido. Tudo isso dá-se ao fato de que, dependendo da aeronave e do tamanho de sua frota torna-se humanamente impossível controlar e acompanhar todos os vencimentos e gerar relatórios sem um sistema eficiente para auxiliá-lo num ótimo planejamento.

Portanto, é importante, antes de comprar ou contratar esse tipo de serviço, verificar se realmente o software atende as suas necessidades, se possui interface amigável e avalia com coerência a entrada e saída de dados, dentre inúmeras características fundamentais.

Bom seria se as grandes montadoras ou indústria aeronáutica incentivassem as empresas desenvolvedoras de sistemas, já que através dessas parcerias e vínculos a sua logística seria melhor elaborada.

Imagino que relevante é o fato de que, estamos nos aproximando ainda mais do que a realidade nos exige, tornando as empresas de software principais personagens deste grande cenário, pois o ambiente existente e é favorável, já que nos dias de hoje temos acesso ao que há de melhor em tecnologia de informação.

Isto posto, com a abertura desse mercado, em pouco tempo, estaremos trabalhando em total sintonia e a pergunta é, quando? Há quem diga que estamos muito próximos, por isso sugiro que multipliquem essa idéia e revejam alguns conceitos, pois a disponibilidade SEGURA para emprego operacional de uma aeronave não tem preço.


O autor é 2º Sargento, trabalha no CTM do Grupamento de Radiopatrulha Aérea da PMESP e é o Responsável Técnico pela Manutenção do GRPAe/SP.


2 COMENTÁRIOS

  1. Gostei do enfoque do artigo. A aplicação de elementos de inovação tecnológica deve ser estimulada para apoiar o acompanhamento do ciclo de vida do produto aeronáutico. Além de uma obrigação se constitui em uma necessidade estratégica da organização comprometida com os resultados.

  2. Parabéns Chagas pelo excelente artigo, que mostra que, a cada dia, mais pode ser feito para a excelência do serviço de manutenção de aeronaves.
    No caso da aviação de segurança pública, estar inserido na tecnologia de informações é essencial para a eficaz administração, obrigação de todas as instituições públicas.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

dezenove − um =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários