Distrito Federal cria Centro Integrado de Operações Aéreas

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Foi inaugurado, nesta quarta-feira (2), o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopa), da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal. As instalações abrigarão aeronaves das quatro forças de Segurança do DF e as coordenações das respectivas unidades aéreas.

“Isso representa a materialização de uma integração que buscamos com o programa ‘Ação Pela Vida’. Daqui sairá um planejamento conjunto, uma corporação socorrendo a outra, para benefício da população”, disse o secretário de Segurança Pública, Sandro Avelar. “Temos certeza de que a integração é um modelo a ser seguido pelo resto do país”, completou.

FOTO_PEDRO_VENTURA_2

O hangar viabilizará a guarda, manutenção e preparação das aeronaves pertencentes às polícias Civil (PCDF) e Militar (PMDF) e ao Corpo de Bombeiros Militar, além de permitir o uso pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e pelo Departamento de Trânsito (Detran). Cada corporação terá sua sala.

O espaço, de 3 mil metros quadrados, hospedará sete aeronaves de asa fixa (quatro do Corpo de Bombeiros, um da Polícia Civil e dois da Polícia Militar). Há também a possibilidade de helicópteros utilizarem o local.

“Estamos caminhando para receber mais uma aeronave de asa fixa, cessão da Polícia Federal, para ser utilizada pela Segurança e pela Saúde, para transporte de órgãos e vítimas. E ainda há a possibilidade de adquirir mais duas”, explicou o chefe da Casa Militar, Coronel Rogério Leão.

O hangar atual foi alugado pela Secretaria de Segurança Pública por R$ 39 mil por mês, pagos à Inframérica, consórcio que administra o Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitschek. “Antes, cada órgão tinha seu espaço, com aluguéis específicos. Agora temos um aluguel num preço bem mais razoável”, explicou Avelar.

O espaço atual já era utilizado pelos Bombeiros e fica no setor de hangares, próximo ao aeroporto.

Confira as fotos:

Para saber mais leia a portaria na Integra:

Portaria Conjunta Nº 03, de 14 de março de 2014:

Art. 1° Implementar o Centro Integrado de Operações Aéreas – CIOPA no âmbito do Sistema de Segurança Pública do Distrito Federal, cujas instalações, situadas no hangar 31, do Setor de Hangares, do Aeroporto Internacional de Brasília, especificamente locado junto à Inframerica, viabilizarão a guarda, manutenção e preparação das aeronaves pertencentes aos órgãos que compõem o Sistema de Segurança Pública do Distrito Federal, em regime de utilização compartilhada consentânea às necessidades de integração consubstanciadas no Programa Ação Pela Vida;

Art. 2° Definir que os ônus decorrentes do contrato de locação permanecerão com a Secretaria de Estado de Segurança Pública do Distrito Federal durante sua vigência, que se estenderá pelo período de 01/08/2013 a 31/07/2018;

Art. 3° Estabelecer, ratificando proposta apresentada pelos respectivos representantes das unidades aéreas, que as aeronaves serão distribuídas no pátio do hangar conforme a frequencia de operação e a urgência de decolagem, devendo os operadores efetuar os correspondentes ajustes consensualmente;

Art. 4° Definir, ratificando proposta apresentada pelos representes das unidades aéreas, que a função de executor do contrato de locação será desempenhada, em sistema de rodízio, por servidor de cada um dos órgãos que compõem o Sistema de Segurança Pública do Distrito Federal e que estejam utilizando o hangar, especialmente designado para a função, com a qual desempenhará, concomitantemente, a coordenação do CIOPA;

Art. 5° Ratificar a concordância com o desempenho inicial de coordenação do CIOPA, cumulada com a execução do contrato de locação, por representante da PMDF, pelo período de 1 (um) ano, após o qual será sucedido por representante da PCDF, DETRAN e CBMDF, nesta ordem, sendo as substituições promovidas no mês de setembro de cada ano;

Art. 6° Estabelecer, em benefício da convivência harmoniosa pretendida, que as decisões que impactem a todos serão tomadas, por maioria simples, de forma colegiada, igualitária e consensual envolvendo representantes de todos os ocupantes do CIOPA, sendo os assuntos deliberados documentados em Ata respectiva;

Art. 7° Estabelecer que o ônus da ocupação dos espaços e salas com mobiliário, computadores e demais equipamentos imprescindíveis ao desempenho das respectivas atividades é dos correspondentes órgãos ocupantes, recaindo à Secretaria de Estado de Segurança Pública os ônus com o pagamento dos aluguéis e despesas com fornecimento de água, energia elétrica, serviço de segurança privada, limpeza e manutenção, observadas as disponibilidades orçamentárias e financeiras previamente estabelecidas;

Art. 8° Esta Portaria Conjunta entra em vigor na data de sua publicação no Diário Oficial do Distrito Federal, ficando ratificados os atos praticados em benefício da implantação do CIOPA a partir do início do respectivo contrato de locação.

Fonte: Agência de Notícias DF e Página 13 do Diário Oficial do DF, nº 64, de 31/03/14 – Seção 1.

Fotos: Pedro Ventura

- Anúncio -

1 COMENTÁRIO

  1. Grande Beni, boa tarde!
    Somente para ressaltar que as coordenações das unidades continuam nos seus locais de origem. Abços!

    Cmte. Timóteo

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários