- Anúncio -

Reino Unido – Policiais do condado de Cumbria investigam como um homem conseguiu subir uma chaminé de 88 metros sem escada. Um homem de aproximadamente 50 anos, morreu no dia 27/10 à tarde depois de ficar preso no topo da chaminé de Dixon, em Carlisle, capital de Cumbria, por mais de 14 horas.

O resgate mobilizou equipes dos bombeiros de Cumbria, helicóptero da Guarda Costeira, helicóptero aeromédico Great North (GNAAS), policiais, equipe de resgate de montanhas de Penrith, especialistas em resgate de Lancashire e muitos equipamentos, incluindo uma plataforma elevatória trazida da Escócia.

Ao amanhecer, ele estava pendurado de cabeça para baixo, com o peito nu, apesar da névoa da manhã e das temperaturas abaixo de zero. Ele ainda estava vivo por volta das 10h30, quando o corpo de bombeiros voou com um drone para o topo da chaminé com um alto-falante, pedindo-lhe para mover um braço ou uma perna, se pudesse ouvi-los. Eles também usaram uma câmera térmica para determinar se ele ainda estava respirando.

O resgate do homem se mostrou difícil por causa de preocupações com a segurança, pois ele estava preso à escada no topo da chaminé.  O resgate de helicóptero foi abortado em razão da preocupação em derrubar o homem no chão. Ele estava morto quando foi resgatado às 16h45, usando uma plataforma elevatória vinda da Escócia. O serviço de bombeiros e resgate de Cumbria não tinha escada suficiente para alcançá-lo.

De acordo com o conselho da cidade de Carlisle, a escada da chaminé, que está danificada, é temporária e começa a 4,5 metros do solo, levantando a questão de como o homem conseguiu subir na chaminé. Um porta-voz do conselho disse que a chaminé foi recentemente reparada por empreiteiros especializados e não era acessível ao público.

“O local é seguro e é cercado por um complexo murado e fechado. Não há acesso direto à chaminé do nível do solo. As escadas atualmente conectadas à estrutura são temporárias e foram instaladas pelo contratado para facilitar o acesso a reparos de manutenção. Estamos trabalhando com nosso empreiteiro especialista para remover as escadas ”, disse o porta-voz.

Dezenas de equipes de resgate e policiais estavam envolvidos, alguns recrutados de lugares distantes como Glasgow e Lancashire. A polícia de Cumbria disse: “Os pensamentos de todos os serviços de emergência e parceiros estão com a família e os amigos da vítima. Policiais especializados em assistência social estão apoiando sua família neste momento difícil. ”

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários