IBAMA adquire coletes balísticos para operações de preservação ambiental

Brasília – O Ibama adquiriu coletes balísticos para seus servidores que atuam diretamente na fiscalização ambiental. Os agentes ambientais ficam em iminente risco durante o desempenho de sua função, principalmente na região amazônica. Na tarde do dia 16/04, inclusive, fiscais foram recebidos a tiros durante operação realizada para expulsar o garimpo da terra índigena Kayapó, no sul do Pará.

operacao-kayapoA extração de minério e madeira é proibida por lei em terras indígenas, e a operação de fiscalização para proteção da região está sendo realizada desde 2014 em parceria com a Fundação Nacional do Índio (Funai).

Na última ação, um homem disparou cinco vezes contra o helicóptero que dava cobertura e, depois, houve troca de tiro com os agentes em terra. Ninguém ficou ferido apesar de um dos disparos ter atravessado a fuselagem da aeronave e atingido o banco traseiro.

O Ibama realizou a compra dos coletes com o objetivo de preservar a integridade física de seus servidores em situações como a citada anteriormente. Até o momento, já foram destruídos uma escavadeira, um caminhão e uma moto, e a operação continuará conforme o planejamento estratégico.

A fiscalização ambiental do Ibama atua diretamente no combate aos ilícitos ambientais e, assim, os fiscais acabam se colocando em situação de risco frequentemente por estarem em confronto com criminosos e quadrilhas especializadas.

Os coletes balísticos serão distribuídos para todas as superintendências do Ibama a fim de que todos os fiscais os usem nas operações fiscalizatórias.

colete_fiscais

Fonte: Ascom/Ibama, por Luiz Flávio Mendes.
Foto: Dipro e Hermínio Lacerda/Ibama.

2 COMENTÁRIOS

  1. Antes tarde do que nunca.. mas infelizmente, padrao tupiniquim orgao publico país de 5* mundo.. o IBAMA opera em missoes de apoio aereo, encarando confrontos armados, desde o dia 05 SET 2000, quando atraves do PROARCO tres aeronaves Esquilos pousaram e foram recebidos pelo orgao na Secao de Contra Incendio do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal. Sao apenas 14 anos meio.. é pouco ou querem mais??? Aos Guerreiros do IBAMA e demais unidades que tripulam e operam nos helicopteros do orgao, os meus respeitos e consideracoes. Nota DEZ. Aos gravatinhas de gabinete que ficam segurando verbas operacionais, nota ZERO com louvor!!! E ainda OUSAM exigir RESPEITO!!!

    • Antes tarde do que nunca cmte!!!!! O sr. deixo grande legado na aviação do IBAMA, agradecemos pelo tempo voado conosco, infelizmente nem todos avanças vem no momentos que desejamos, mas a batalha continua por um Brasil melhor e mais justo.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

cinco × 5 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários