- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Amazonas – Na sexta-feira (29), um C-97 Brasília do 7º ETA da Força Aérea Brasileira (FAB) realizou a remoção de oito pacientes em tratamento oncológico (câncer de mama), e seus acompanhantes, de Manaus para o Instituto Nacional de Câncer (INCA), no Rio de Janeiro.

Com a transferência das pacientes, foram disponibilizadas vagas na rede pública de saúde de Manaus (AM) para atendimento de pacientes com COVID-19. Com isso, pacientes que necessitam de assistência, mas não estão diagnosticados com a COVID-19, terão acesso a tratamento especializado.

Depois de uma escala no Distrito Federal, as pacientes seguiram para o Rio Janeiro. No destino, inicialmente, elas terão acesso a cirurgia de mama. “Estamos aliviando a sobrecarga no sistema de saúde e liberando mais leitos para tratamento dos pacientes com COVID-19, além de garantir acesso ao tratamento adequado para os pacientes com doenças crônicas”, disse Maíra Botelho, diretora do Departamento de Atenção Especializada e Temática do Ministério da Saúde.

Equipes técnicas de gestores, médicos, enfermeiros e especialistas em regulação visitaram os hospitais locais de Manaus para identificar os pacientes priorizados para essas transferências interestaduais.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários