- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Brasil – No dia 16 de novembro, o Navio Mercante “Cape Magnólia”, de bandeira panamenha, que navegava de Sepetiba (RJ) para Singapura entrou em contato com o Salvamar Sueste, responsável por Operações de Busca e Salvamento do Comando do 1º Distrito Naval, solicitando o resgate de um tripulante que havia sofrido trauma na área frontal da cabeça e na nuca.

O navio, que estava a cerca de 667 quilômetros a sudeste do Rio de Janeiro (RJ), foi orientado a alterar a navegação, de forma a possibilitar que a aeronave de Serviço da Esquadra efetuasse uma Evacuação Aeromédica (EVAM). Durante o período de deslocamento, um médico da Marinha prestou serviço de assistência por telemedicina e auxiliou a estabilizar o quadro de saúde do tripulante.

Assim, na manhã do dia 17, a 150 milhas náuticas (278 quilômetros) a sudeste do Rio de Janeiro, uma aeronave UH-15, pertencente ao 2º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral, sediado em São Pedro da Aldeia (RJ), realizou o resgate e o transporte do ferido para o aeroporto Santos Dumont.

O tripulante foi imediatamente encaminhado a um hospital, onde realizou exames médicos e, após ser submetido a duas cirurgias, se encontra em recuperação.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários