Escócia – O drone tornou-se uma ferramenta fundamental nas operações de busca e salvamento, mas não há dúvida de que seu uso deve ser estritamente regulamentado, dados os perigos envolvidos. Recentemente, mais uma quase colisão entre um helicóptero aeromédico e um drone aconteceu na Escócia.

Um relatório do British Airprox Board publicado recentemente afirmou que em 17 de abril deste ano, um helicóptero EC135 da Scotland’s Charity Air Ambulance (SCAA) ficou muito próximo de um drone. O helicóptero estava entre 100 e 150 metros de distância do dispositivo quando um paramédico avistou o drone da janela do piloto durante o voo. O piloto estava em procedimento de aproximação para pouso após deixar um paciente no hospital.

Scotland’s Charity Air Ambulance (SCAA) durante operação aeromédica. Foto: SCAA.

No momento do avistamento o piloto estava em comunicação com o Edinburgh Approach e por isso não viu. O paramédico que estava no banco da frente gesticulou e apontou para o drone. A equipe de saúde que estava a bordo confirmou como sendo um drone do tipo quadricóptero que passou pelo lado direito da aeronave entre 100m e 150m de distância, e ligeiramente abaixo de seu nível (1500 pés de altitude).

Segundo a tripulação, não havia tempo para evitar a ação, a ameaça havia passado antes que eles tivessem tempo de reagir e reportaram o fato de imediato. A investigação considerou que o relato geral do piloto sobre o incidente retratava uma situação em que, embora a segurança tivesse sido reduzida, não havia risco de colisão.

Aumento de relatos

Apesar de sanções potenciais, os casos de encontros com drones tornaram-se mais comuns. Mais de 400 incidentes foram relatados apenas nos últimos cinco anos, embora muitos sejam considerados como tendo apresentado pouco risco de colisão.

Em fevereiro, um helicóptero aeromédico chegou a 30 metros de dois drones enquanto voava a uma altitude de 1.200 pés e no dia 29 de março, outra ambulância aérea do Reino Unido chegou a poucos metros de um drone enquanto tentava pousar em um hospital de Londres.

Drones salvando vidas

Apesar dos riscos associados ao compartilhamento do espaço aéreo, os drones já estão sendo utilizados para salvar vidas em países da Europa, sendo úteis para equipes médicas de emergência. O serviço dinamarquês de ambulância aérea Falck, por exemplo, iniciou o projeto HealthDrone como parte integrante de seus serviços.

O projeto é uma colaboração entre a Falck, a Universidade de Southern Denmark, o Odense University Hospital e o Svendborg Hospital, além de parceiros privados Holo, Unifly e Scandinavian Avionics.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

3 × três =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários