BAVOp/PMDF participa de reunião do CNPAA que debateu a Segurança de Voo

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

O Comitê Nacional de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CNPAA), instituído em 1982 sob a direção do CENIPA, reuniu-se na quarta-feira (09/05), às 9h30, com representantes de 46 entidades nacionais que lidam diretamente com a atividade aérea. A 57ª Sessão Plenária foi aberta pelo Chefe do CENIPA, Brigadeiro do Ar Luís Roberto do Carmo Lourenço, que desejou boas-vindas aos participantes e conclamou a todos para os debates em torno da segurança de voo.

Pela manhã, na abertura dos trabalhos, a plenária votou pela inclusão da Associação Brasileira de Pilotos da Aviação Civil (ABRAPAC), entidade que reúne 600 associados, a qual passou a ser o mais novo membro do Comitê. A seguir, foram debatidos assuntos relacionados com a Decolagem Certa, Aeronavegabilidade, Aviação de Segurança Pública,  questões regimentais e a definição de data para a próxima reunião do CNPAA prevista para o segundo semestre. Por decisão da plenária, o encerramento da reunião foi antecipado em um dia, em razão do ajuste feito na programação.

Dando continuidade ao evento, na parte da tarde, foram tratados temas sobre Perigo Aviário e Resposta à Emergência, Aviação Geral e Segurança Operacional, Classificação de Acidentes e Incidentes Aeronáuticos entre outras deliberações. O secretário da reunião e vice-chefe do CENIPA, Coronel Aviador Luiz Cláudio Magalhães Bastos, destacou a coordenação entre CENIPA e ANAC para atuar conjuntamente nas atividades de prevenção de acidentes aeronáuticos, como o ponto alto do encontro. O CENIPA e ANAC estão caminhando para a integração e alinhamento de suas diretrizes relacionadas a segurança de voo e segurança operacional.

Participaram do 57ª Plenária do CNPAA representantes de empresas de transporte aéreo, táxi aéreo, aviação executiva, Departamento Aeroviário de São Paulo, Associação Brasileira de Aviação Geral, EMBRAER, Sindicato Nacional dos Aeroviários, Agência Nacional de Aviação Civil, Comandante do BAVOp da PMDF, Universidades e faculdades que possuem cursos de Ciências Aeronáuticas, PETROBRAS, INFRAERO, Serviços Regionais de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos e outros órgãos.

No que diz respeito à Aviação de Segurança Pública, o Ten Cel PM JOSILEI ALBINO GONÇALVES DE FREITAS, Comandante do Batalhão de Aviação Operacional (BAVOp) da PMDF, esteve presente e teve a oportunidade de explanar sobre extinção do CONAV em agosto de 2011 e das consequências de tal decisão.

O Ten Cel Gonçalves, deixou claro que não estava representando mais a SENASP naquela reunião, mas podia falar pelos estados, na medida que foi o último representante legítimo da Aviação de Segurança pública do Brasil e que era parte interessada no assunto, pois é também Comandante de Unidade Aérea na PMDF.

Em sua explanação pediu apoio do comitê, em especial à ANAC, SAC ( Secretaria Especial de Aviação Civil ) e do próprio Presidente do CNPAA, para que a Segurança Pública participe efetivamente do Comitê, visando garantir a representatividade do grupo perante o CNPAA e poder participar dos trabalhos realizados em prol da segurança de voo.

O Comandante do BAVOp também apresentou uma ação de combate ao uso de laser verde, atrapalhando a aproximação de aeronaves em Brasília, citando a prisão em flagrante de 03 pessoas e diversas abordagens visando coibir tal prática e dos últimos acidentes envolvendo a Aviação de Segurança Pública.

O Brig Ar Lourenço, juntamente com o CNPAA, agradeceu o combate ao laser verde e se sensibilizou ao pleito, confirmando total apoio à atividade, se comprometendo em apresentar soluções para as questões apresentadas pelo Ten Cel Gonçalves, tendo em vista os grandes eventos que ocorrerão no Brasil e a retomada das discussões sobre segurança de voo na Aviação de Segurança Pública, considerando a importância dessa aviação no cenário nacional, bem como os recentes acidentes aeronáuticos ocorridos.

Fotos: CENIPA.

- Anúncio -

1 COMENTÁRIO

  1. Conheço o Brigadeiro – fui seu comandado na BARF, o então Ten Av Lourenço, ético, humano – junto com o então Maj Av Garrido, comandante do ETA 2

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários