- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Mato Grosso – O Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER) do Mato Grosso aumentou em 150% as demandas na área da saúde, entre os anos de 2019 e 2021. Esse crescimento está relacionado a prestação de serviços de envio de vacinas contra a COVID-19 para o interior do estado e no transporte de pacientes por meio de UTI Aérea.

O coordenador do CIOPAER, coronel Juliano Chiroli, destacou que esse trabalho realizado pelas Operações Aéreas tem repercutido diretamente no dia-a-dia da população, com uma resposta rápida às demandas.

“Na área de transporte aeromédico, que coincidentemente iniciou-se antes da pandemia com a aquisição de duas aeronaves, além de uma destinada pela Justiça, trouxe muita celeridade neste momento de dificuldade”, destacou o coordenador.

De acordo com o coronel Chiroli, essa resposta rápida só está sendo possível, porque o Governo vem realizando uma revolução no setor. Atualmente a frota conta com 3 helicópteros, 6 aviões, sendo duas UTIs aéreas, e está conseguindo manter uma logística que permite a distribuição em tempo recorde das vacinas no interior do estado, além do transporte de pacientes. Os investimentos realizados nos últimos dois anos pelo Governo propiciaram, inclusive, economia para Mato Grosso.

Somente no transporte de pacientes e da entrega da vacina, Chiroli estima “uma economia para o estado de aproximadamente 40% no custo de horas voadas”, ao se comparar com o transporte realizado por empresas particulares de táxi aéreo.

Se de um lado o CIOPAER tem gerado economia aos cofres públicos na área da saúde, de outro, tem aumentado os resultados positivos nas estatísticas no combate à criminalidade. O CIOPAER conta com 101 servidores pertencentes aos quadros da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil e tem duas bases operacionais, uma em Várzea Grande e outra em Sorriso.

Ampliação da Frota

A frota ainda será ampliada com a aquisição de mais um avião (Jato Cessna Citation Bravo), que está sendo comprado com recursos provenientes de ações penais que tramitaram na justiça. Para a compra desse jato foi firmado um Protocolo de Intenções em 2020. Para se chegar até a destinação desse recurso foram dois anos de diálogo entre Judiciário e a Secretaria de Estado de Segurança Pública.

O Estado também está adquirindo mais um helicóptero (H125), com recursos destinados as ações de combate a incêndios florestais e um avião bimotor turboélice, para fortalecer as ações das Forças de Segurança.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários