- Anúncio -

Mato Grosso do Sul – O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso do Sul vai ativar, a partir de novembro de 2019, o serviço de resgate aéreo na Corporação. Com o início das atividades, uma aeronave (modelo Baron, prefixo BE-58, ano 1984) estará disponível para realizar atendimentos de socorro aéreo, como transporte de vítima politraumatizada em acidente rodoviário, transporte de órgãos e tecidos humanos e transporte inter-hospitalar de pessoas em estado grave. O serviço poderá contemplar Nova Andradina.

A novidade do serviço dentro da Corporação é uma conquista para todos sul-mato-grossenses, que poderão contar com ampliação do serviço dos bombeiros militares. O resgate aéreo, cuja operacionalização ficará a cargo do Grupamento de Operações Aéreas dos bombeiros (GOA), atenderá todo estado de Mato Grosso do Sul de acordo com critérios de urgência e emergência pré-estabelecidos visando à eficiência do serviço.

Na quarta-feira (30), o prefeito Gilberto Garcia acompanhou o comandante do Corpo de Bombeiros Militar em Nova Andradina, Major Pablo, juntamente com o secretário municipal de Infraestrutura, Júlio César Castro Marques, em visita ao Aeroporto de Nova Andradina, apresentando-lhe a pista de pouso e decolagem visando à operacionalização do serviço de resgate aéreo da Corporação.

De acordo com o Comandante Geral dos bombeiros, Coronel Joilson Alves do Amaral, a disponibilização da atividade especializada da Corporação será democrática. “Iremos atender indistintamente qualquer pessoa no estado cujo quadro de saúde seja grave e requeira celeridade. A aeronave aumenta a expectativa de vida e reduz o desconforto da vítima”, pontua o oficial.

Gilberto Garcia confirmou que está aberto o edital de licitação para contratação da empresa que irá executar as obras de recuperação da pista do aeroporto, com previsão de início para a segunda quinzena de novembro. “Toda a infraestrutura necessária para a viabilização deste importante modal de transporte será realizada com recursos próprios do município. Pavimentação, sinalização e melhorias serão executadas para obtenção da homologação da pista pela ANAC. Em breve, todas as aeronaves poderão aterrissar em solo nova-andradinense”, anunciou o prefeito.

A aeronave dos bombeiros tem capacidade para seis pessoas, sendo a tripulação mínima 2 pilotos, 1 médico e 1 enfermeiro. O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul possui 5 oficiais pilotos que estarão de plantão para atender as solicitações.

O avião dos bombeiros é chamado de “bombeiro 02”, tem autonomia de 4 horas e meia de vôo e é classificado como ambulância aérea tipo E de salvamento aéreo, sendo equipada com kit de resgate aéreo homologado e equipamentos portáteis como cardioversor, bomba de infusão e ventilador pulmonar. Para o transporte de vítimas será necessário que um médico e um enfermeiro tripulem a aeronave.

De acordo com os bombeiros, inicialmente, o serviço de resgate aéreo será ativado mediante demanda dos serviços de saúde e da Corporação, mas, posteriormente, os municípios deverão se conveniar junto à Corporação visando à parceria.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários