Da capital federal à capital mineira prestando socorro

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Minas Gerais – No dia 09 de setembro último, por volta de 20 horas, o Soldado da Polícia Militar de Minas Gerais, Bruno Welington Catarino da Silva, lotado no 45º BPM, foi vítima de uma tentativa de roubo enquanto trafegava em seu veículo particular em via pública na cidade de Paracatu, cerca de 500 Km a noroeste de Belo Horizonte.

Nesta ocorrência, cerca de quatro autores tentaram abordar o militar que se encontrava dentro de seu veículo, e por resistir à ação dos meliantes, acabou sendo alvejado por um disparo de arma de fogo. Mesmo seriamente ferido, o Sd Bruno conseguiu acelerar seu veículo, afastar-se do local e pedir socorro.

pegasus2

Hospitalizado, Bruno perdeu um dos rins, e após exames complementares, o militar teve ainda de ser submetido a uma nova cirurgia para retirada do projétil alojado em sua coluna. Após sua alta no início do mês de outubro, o militar foi levado para a residência de sua mãe em Brasília-DF. Infelizmente o militar apresentou piora em seu quadro de saúde e havia necessidade sua transferência para o Hospital da Polícia Militar em Belo Horizonte. Diante disso, após cuidadosa análise, o Comando da PMMG decidiu por realizar o translado do militar utilizando o Pégasus 09, helicóptero baseado na Segunda Companhia de Radiopatrulhamento Aéreo (2ª Corpaer) em Uberlândia.

Recebida a missão, a equipe de serviço da 2ª CORPAER mobilizou-se imediatamente de tal forma que a tripulação chegasse ao Aeroporto Internacional de Brasília — Presidente Juscelino Kubitschek  –  com apenas uma hora e quarenta e cinco minutos de voo.

Foi essencial o apoio da Polícia Federal com a disponibilização do espaço de pátio e hangar no aeroporto, bem como da Polícia Militar do Distrito Federal no transporte do paciente até o local do embarque. O transporte do militar ferido foi assistido pelo Tenente enfermeiro Wagner durante o traslado até o Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte.

pegasus5

Enquanto a tripulação do Pégasus 09 executava a missão, nos bastidores vários foram os contatos e acertos coordenados pelo Comando do Batalhão de Radiopatrulhamento Aéreo, permitindo o cumprimento das regras de voo, provendo abastecimento da aeronave, e finalmente, a recepção do militar no aeroporto de destino onde a equipe médica os aguardava.

“Nunca me senti tão orgulhoso de ser policial militar.” _ palavras do soldado Bruno Welington, referindo-se à mobilização para seu traslado até Belo Horizonte.

 Esquadrilha Pégasus… A ajuda que vem do céu!

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários