Estudo dos fatores psicofisiológicos envolvidos nas operações dos pilotos do GRPAe

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

MATHEUS MURARI MENDES DE CARVALHO
Orientadora: Ivone Aparecida Lucas

A peculiaridade da atividade do Grupamento de Radiopatrulha Aérea depara-se com dois perfis num só profissional, o de policial e o de piloto.

Quando esse profissional atende uma ocorrência, as duas características estão em ação simultaneamente, podendo ocorrer problemas psicofisiológicos, tais como estresse, fadiga, dores musculares e outros males.

O horário e as escalas de trabalho contribuem para problemas psicossociais como o afastamento da família e licenças médicas, entre outros. Para a realização e melhor entendimento desse estudo, buscou-se apoio teórico em livros, periódicos, sites especializados, bem como em pesquisas já realizadas.

Como complementação foi feita uma visita técnica as bases do Grupamento de Radiopatrulha Aérea do Centro Oeste Paulista, onde foi aplicado um questionário com pilotos voluntários tendo como finalidade a identificação dos possíveis fatores psicofisiológicos desencadeadores nas operações do Grupamento de Radiopatrulha Aérea.

Por fim, o artigo faz recomendações, e mostra possíveis ações para se mitigar tais fatores dentro do meio aéreo.

Esse trabalho foi apresentado como requisito parcial para a formação no Curso de Ciências Aeronáuticas do Centro Universitário de Bauru no ano de 2015.

capa


CLIQUE E LEIA O TRABALHO


- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários