Força Tarefa aponta redução no número de incêndios no Piauí

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Piauí – No gabinete de Gestão de Crise, que funciona no Parque de Exposições de Teresina, são realizadas reuniões diárias de avaliação. No dia 18/10 foi registrada uma redução nas ocorrências. A média diária estava em cerca de 14 incêndios nas matas, e nesse último relatório foram contabilizados seis casos, sendo: um no Planalto Uruguai, um na Extrema, um no Morros, um no Horto Florestal e dois na Socopo.

Força Tarefa aponta redução no número de incêndios

Para o combate aos incêndios o Corpo de Bombeiros tem contado com o apoio da Superintendência Nacional da Polícia Rodoviária Federal que enviou a Teresina um helicóptero para auxiliar na Operação Integrada de Combate às Queimadas. Um helicóptero do Batalhão Aéreo da Polícia Militar e um avião locado pelo Governo do Estado também estão sendo utilizados.

“A pedido da Secretaria de Segurança, a PRF cedeu o helicóptero. Ele será utilizado para transporte de pessoas e, principalmente, na identificação dos pontos mais críticos de incêndios”, explica o inspetor Stanley Keines.

Força Tarefa aponta redução no número de incêndios

No início da manhã do dia 19/10, o comandante do Corpo de Bombeiros do Piauí, coronel Carlos Frederico, se reuniu com gestores das instituições envolvidas na Força Tarefa de Combate a Incêndios. “Temos um quadro controlado, embora os atendimentos tenham demandado muito esforço de nossas equipes. Todos os dias de manhã fazemos a avaliação para que ao longo do dia possamos agir de forma rápida, principalmente, quando são registradas as altas temperaturas que facilitam as ocorrências”, explica o coronel.

Trabalham nessa operação 131 homens do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Civil, Secretaria de Segurança Pública e Polícia Rodoviária Federal. Além das aeronaves, outras 18 viaturas também são utilizadas.

Força Tarefa aponta redução no número de incêndios

“O combate aéreo foi essencial para o controle da situação. Através dos helicópteros identificamos as ocorrências e repassamos ao Corpo de Bombeiros para que eles enviem as equipes por terra. Já o avião possui equipamentos específicos que ajudam no combate direto às queimadas”, explica o coronel Carlos Gomes, comandante do Batalhão Tático Aéreo da Polícia Militar (BTAP).

Fonte e fotos: Ascom Segurança PI.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários