Risco durante o processo de reabastecimento de aeronaves

Histórico: Dados da National Transportation Safety Board (NTSB), do período de 1982 a 2004, sobre acidentes e incidentes aéreos no mundo, ligados ao reabastecimento de aeronaves:

 – 81 acidentes aeronáuticos;

– 40 mortes;

– A maioria dos acidentes ocorreu pela parada dos motores devido a combustível incorreto ( AVGAS por JET e vice versa); e

– Apenas 39% dos pilotos acompanham o abastecimento.

Recomendação às Tripulações

1 – Solicitar ao abastecedor o teste de combustível, principalmente em área pouco operada pela empresa e onde as revendas de combustíveis são de “bandeira branca”;

Figura Teste

2 – Antes de assinar o “Formulário de Solicitação de Combustível”, verificar se o caminhão tanque possui o selo contendo o tipo de combustível transportado (se AVGAS ou JET A-1);

Figura 1

3 – Durante o reabastecimento, certificar-se que extintores estejam disponíveis e em local próximo a aeronave;

4 – Certificar se o “fio metálico”, próprio para evitar descarga elétrica, foi conectado pelo abastecedor na aeronave;

5 – Realizar o reabastecimento com passageiros a bordo apenas com um dos tripulantes a bordo e com os motores desligados;

6 – Não realizar o reabastecimento com passageiros a bordo quando os motores estiverem em funcionamento;

7 – Não permitir que “pessoas estranhas” estejam próximas da aeronave durante o reabastecimento;

8 – Não fumar ou permitir que fumem próximo à aeronave durante o processo de reabastecimento; e

9 – Não utilizar aparelho celular ou meio eletrônico similar durante o processo de reabastecimento.

Fonte: Global Aviation / Autor: Rodrigo Edson – Gerente de Segurança Operacional

2 COMENTÁRIOS

  1. Excelente alerta. Porém, fica a dúvida com relação ao risco que oferece a “máquina de passar o cartão”. Pois, algumas empresas às utilizam visando facilitar o atendimento. Muito embora tal procedimento, normalmente, ocorra após o abastecimento ter sido encerrado.
    Cabe acrescentar que, além do celular, deve-se evitar o uso do rádio transceptor portátil (HT). Acredito que o “não usar” significa não estar portando o equipamento eletrônico, pois o mesmo pode receber uma chamada, ocasionando o seu acionamento durante o abastecimento. Recentemente, durante curso na INFRAERO, foi indicado um afastamento mínimo de cinco metros da área de abastecimento, caso se esteja portando tais equipamentos e colocação de sinalização gráfica.

    • Muito bem colocado sobre a máquina de passar cartão.
      Eu trabalho pouco tempo na área de abastecimento de aeronaves e, nunca me passou pela a mente a possível radiação que será transmitida pela a maquininha.

      Grato: Carlos

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

nove + vinte =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários