Torre de treinamento para pilotos e tripulantes operacionais é realidade em Minas

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Para executar com êxito suas missões em todo o Estado, o Batalhão de Radiopatrulhamento Aéreo da Polícia Militar de Minas Gerais necessita de recursos humanos dotados de capacitação e treinamento especializados para atuarem embarcados nas aeronaves.

Neste ínterim, no primeiro semestre de 2014, foram desenvolvidas várias atividades para a capacitação dos policiais militares, dentre elas a construção da Torre de Treinamento em Altura da Unidade.

Na busca continuada do aprimoramento técnico profissional dos integrantes da Esquadrilha Pégasus, foi idealizado como meta de trabalho o projeto de uma estrutura para treinamento de rapel, de manobras em altura e de resgate com cordas. Um espaço visando simular as diversas nuances da atividade de intervenção e socorrimento público, no cenário da realidade operacional nas missões de defesa social desenvolvidas pela Unidade.

torre1

Seguindo os ditames da Diretriz de Educação da Polícia Militar (DEPM) o Btl RpAer levou a cabo o projeto visando propiciar que seus militares adquirissem competências necessárias para o desempenho das atividades de policiamento aéreo.

Para isso foi instalada, na sede do Btl RpAer, em Belo Horizonte, uma estrutura metálica em forma de torre, com desafios similares aos encontrados nas atividades operacionais, a exemplo dos esquis da aeronave para treinamento de rapel tático, rapel 45º e de 90º, simulacro de embarque e desembarque em local de difícil acesso, escada de cordas, barras para subida frontal, fast rope e outras atividades que permitem realizar exercícios necessários ao aprimoramento físico e técnico dos militares incumbidos de levar a cabo a nobre missão de proteger e salvar vidas onde quer que estejam ameaçadas.

Este trabalho foi executado com o apoio incondicional dos militares do Batalhão que atuaram das mais diversas maneiras, seja no desenho do projeto, do planejamento, na execução ou na construção da torre de treinamento, tornando realidade um sonho antigo da Polícia Militar de Minas Gerais. A ação destes militares contribuíram para a melhoria da
prestação dos serviços público e as ações de Defesa Civil aos mais de 20,5 milhões de mineiros.

O Ten Cel Ledwan Salgado Cotta, Comandante do Batalhão de Radiopatrulhamento Aéreo, ressalta que a tecnologia de ponta, somada ao pessoal altamente qualificado pelo treinamento é que resultará no diferencial capaz de realizar o melhor apoio aéreo nos locais em que se fizerem necessários, e com muito mais segurança.

Confira as fotos:

Esquadrilha Pégasus, “a ajuda que vem do céu!”

- Anúncio -

1 COMENTÁRIO

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários