Única piloto do governo do Estado de MS fala do orgulho da profissão

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Campo Grande (MS) – “Não tenho rotina de trabalho. Tem dia que saio às três horas e só volto em três dias”, diz, sorridente, a capitão Katiane Almeida de Oliveira, de 30 anos. Ela é a única piloto na área de aviação de segurança do Estado de Mato Grosso do Sul e há pelo menos três anos atua na Coordenadoria Geral de Patrulhamento Aéreo (CGPA).

 

Katiane Almeida representa milhares de mulheres que batalham pelo que querem sem medo e com determinação. “Entrei na Polícia Militar com 18 anos e minha formação é de oficial de polícia. Dentro da instituição recebi um convite para fazer um curso de formação para piloto e resolvi tentar. Fiz o curso teórico de seis meses e 40 horas de aulas práticas. Hoje tenho a carteira de piloto comercial”, conta.

A capitão pilota monomotores, bimotores e os bandeirantes pertencentes ao governo do Estado. Quando questionada se já sentiu medo de pilotar, ela responde com tranquilidade: “medo nunca senti, mas ansiedade só no primeiro voo de solo que é quando estamos sendo avaliados. Já no meu primeiro voo de missão estava confiante e precisava provar para eles que eu sabia pilotar. Quando a missão terminou tive um sentimento que se resume na palavra: alcancei”, ressaltou. Ela estava se referindo aos objetivos que foram alcançados.

O trabalho de Katiane é de atender as diversas secretarias do governo do Estado e de resgate. “Fazemos voos de resgate para pegar um doente, de missões como na região do Pantanal e de atendimento às secretarias. Ano passado, por exemplo, levamos equipes de bombeiros para atuar num incêndio na Serra do Amolar, em Corumbá”, explicou.

 

Em meio a um painel cheio de botões e alavancas nos monomotores e bimotores que pilota, um item não pode faltar no dia-a-dia da piloto. “Pode faltar tudo na minha bolsa, menos o protetor solar”, brinca. Katiane conta que os colegas de trabalho, a maioria homens, brincam com ela quando “retoca” o protetor solar no rosto. “Depois eles acabam me pedindo um pouquinho”, sorri.

Katiane divide as tarefas de profissional da segurança do Estado com a família. “Faço as duas coisas com amor”, referindo-se ao trabalho e ao dom de ser mãe de uma filha de dois anos. A piloto conta que a ausência em casa um dia vai dar retorno para a filha. “Essa ausência vai trazer orgulho para minha filha e faço tudo que posso por ela. Hoje quando ela vê um avião, ela diz: mamãe olha você lá”, diz emocionada.

A piloto é filha e irmã de militar e diz que sempre contou com o apoio da família para atuar na profissão. “Sinto que meu pai se realiza em me ver onde estou. Minha mãe, preocupada, às vezes me liga e pergunta: minha filha hoje está chovendo. Você não vai voar, né?”, lembra sorridente.

Quanto ao cargo que é quase 100% ocupado por homens, ela fala que não enfrentou preconceito, mas teve todo o apoio necessário para atuar na profissão. “Adoro o que faço e tive todo o apoio e incentivo para chegar onde estou. Se estou aqui é porque todos acreditaram no meu trabalho”, afirma.

No mês de mulher, a piloto faz questão de ressaltar que as mulheres têm conquistado espaço em todas as áreas. “As pioneiras já abriram as portas e temos que dar continuidade às conquistas. Precisamos ter objetivos, ter firmeza nos propósitos. A gente alcança o que verdadeiramente queremos”, argumenta.

Durante a entrevista, o comandante da CGPA, o Coronel José Tadeu Sampaio Vieira, não poupou elogios à piloto. “Para nós da aviação, esta piloto formada aqui mesmo no Estado é orgulho. Vemos a dedicação com superação de paradigmas. Ela pode ser uma futura comandante e tem bagagem para isso. Capacidade ela tem, só depende dela”, elogiou.

 

Em breve, a CGPA vai contar com a atuação de quatro comissárias de bordo que são profissionais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. Elas já estão lotadas na Coordenadoria e estão concluindo o curso de formação de comissário de bordo.


Fonte: SEJUSP MS


- Anúncio -

10 COMENTÁRIOS

  1. Cara Katiane,
    Meus parabéns também pelo seu dia que passou, acredito que a força da mulher seja imprescindível para se poder colocar “ordem na casa” (hehehehe). Aos poucos as mulheres vão conquistando o seu espaço e mostrando que realmente vcs não são um sexo frágil, são sim… inteligentes e muito fortes…
    Aqui em Rondônia sou comandado por 4 mulheres… a 1ª é a minha Comandante Geral que está no cargo há 6 anos, demonstrando o valor que ela tem, pois é a primeira mulher no cargo de Comandante Geral e a primeira que passou tanto tempo no cargo no BRASIL; a 2ª é a minha gerente de banco que constantemente liga para mim para lembrar de certas coisas que não vem ao caso…; a 3ª é minha esposa que dispensa comentários… eu admito ela manda em mim…; e a última que manda mais que todas, é minha queridíssima MÃE!!!!!

    Mande um grande abraço ao Caveirão do Ênio.
    Felicidades e que DEUS te abençoe!!!

    Cap PM Leal / Rondônia

  2. PARABÉNS, NOBRE CAPITÃO KATIANE, DA NOSSA QUERIDA PMMS!
    COMO DIZ A PRÓPRIA CANÇÃO DA CORPORAÇÃO, A SENHORA DESEMPENHA SUA FUNÇÃO COMO UMA “SENTINELA AVANÇADA E ALERTA” E FAZ CRESCER CADA VEZ MAIS ESSA “FORÇA AGUERRIDA” DO PANTANAL.
    FICO FELIZ EM SABER QUE A NOSSA AVIAÇÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA TEM ESPEÇO PARA TODOS E PARA TODAS, INDEPENDENTE DE PRECONCEITOS!
    QUE O SEU CÉU SEJA SEMPRE DE BRIGADEIRO, COMANDANTE!

    ENVIE MINHAS CORDIAIS SAUDAÇÕES AO TEN-CEL PM JÚDICE E AO MEU IRMÃO, TEN PM MUZILI, COMANDANTE DO PEL DE ÁGUA CLARA-MS.

    “Policiais Militares somos prontos ao povo servir
    Por um melhor porvir!”

    1º TEN PMCE CLERISTON – CIOPAER-CE

  3. Parabéns a todas as mulheres, não só neste dia como em todos os outros dias de nossas vidas. Mulheres também são guerreiras, pilotos de 1ª categoria e putz, ainda podem ser mãe, esposa e amiga. Girl Power, rsrsrs.

    Parabéns mais uma vez. Anésia Pinheiro Machado e Tereza de MArzo estão muito bem representadas na atualidade.

  4. obrigada aos nobres colegas pelos comentarios postados,,, obrigada pela satisfação divida

    estejamos sempre conscientes de que os espaços são das pessoas,
    e alcança-los nao depende de sexo, nem de raça, ou cor, instituição, ou qualquer outra forma de se estabelecer diferenças
    depende sim, do merecimento que se é digno.
    grande abraço a todos

    cap katiane
    CGPA/MS

  5. Nobre colega, estou trilhando lenta e pacientemente o mesmo caminho que vc, mas, sem o apoio do Estado ou da minha instituição; que certamente poderiam facilitar as coisas… Mas enfim, espero em breve checar meu PPA, para então prosseguir na busca do meu sonho de quem sabe um dia, servir tb à sociedade na aviação de segurança pública.

    Parabéns pela brilhante carreira, e pelo exemplo que nos dá.

    Bons voos!!!

    Cap PMPE Ronaldo

  6. Querida prima Capitã Katiane,

    Parabéns por suas conquistas. Você sempre alcançou seus objetivos.

    Não só as mulheres, mas todos a temos como exemplo de dedicação e respeito.

    Provavelmente vou fazer o prático de PPH no mês de setembro.

    Abraço a todos aí de MS.

    Fique com Deus.

    Paulo Kakionis

  7. Capitã,
    orgulho-me muito em ler esta matéria e poder dizer a todos da nossa gloriosa Polícia Militar: “esta é minha irmã”!
    Parabéns, a segurança da sociedade depende de profissionais dedicados como a sra, o Dr. Paulo Kakionis e todos os nobres policiais que se dedicam em defender a vida do cidadão, e, como nós juramos, com riscos à própria vida.

    Sgt PM Almeida (CIGCOE)

  8. Parabéns….mesmo não te conhecendo….
    Gostaria de obter informações….bem eu tenho 47 anos…e pilto esportivamente desde os meus 16 anos na época podia…sou do Rio Grande do Sul, meu aeroclube é o de garibaldi rs….na época era rarissimo a mulher na aviação….apesar de ter tido uma colega…hoje ela nao voa mais…..mas gostaria de saber se eu como um simples civil poderia entrar na corporação da brigada e ser efetivado como piloto…é este meu questionamento….
    Antecipo agradecimentos….

    Modesto

  9. Parabéns pela sua conquista,que sua trajetória profissional seja plena de sucesso!Sou PP desde 1972,numa época em que havia muito preconceito contra nós,mas valeu a pena,voar é algo muito especial e que deve ser cultivado com muito zelo,estudo,aperfeiçoamento e carinho.Hoje não estou mais na ativa,voar só de passageira e a passeio,mas foram mais de 3000h que me deixaram com ótimas e duradouras lembranças.
    Parabéns,sucesso,realização é o que lhe almejo.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários