- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email
Comunicação Social/EMBM

Rio Grande do Sul – Na tarde de segunda-feira (10/12), no Batalhão de Aviação da Brigada Militar (BAvBM) foi realizada a solenidade de comemoração aos 29 anos da unidade, com entrega de comendas à personalidades.

Em 22 de setembro de 1989, sob a denominação de GPMA (Grupamento de Polícia Militar Aéreo), ressurge a aviação na Brigada Militar e em 14 de Abril de 2010, através do Decreto Estadual nº 47.176, a então Governadora do Estado Yeda Crussius, cria o Batalhão de Aviação cuja missão é realizar o policiamento ostensivo, resgate, busca e salvamento, transporte de órgãos, combate a incêndio e transporte executivo do Governo do Estado.

Ten Cel PM Danúbio Lisboa, comandante do Batalhão de Aviação da Brigada Militar
Ten Cel PM Danúbio Lisbôa, comandante do Batalhão de Aviação da Brigada Militar. Foto: Sgt. Éverton Ubal.

Prestigiaram o evento o Subcomandante-geral da Brigada Militar, coronel Eduardo Biacchi Rodrigues, comandante do Comando de Órgãos Especiais, coronel Paulo Ricardo Quadros Remião, comandante do Comando Regional de Polícia Ostensiva da Serra, coronel Ricardo Fraga Cardoso, comandante do Policiamento Metropolitano, coronel Oto Eduardo Rosa Amorim, ex-comandantes do BAvBM, capelão honorífico da BM, Padre Alexandre Chaves e demais autoridades civis e militares.

A comenda do BAvBM visa distinguir oficiais e praças da BM, assim como civis, que tenham se destacado tanto no sentido de promover o desenvolvimento da aviação brigadiana, bem como reforçar positivamente a imagem desta unidade especial, e também aqueles com relevante atuação em atividades aeropolicias e de segurança operacional.

Batalhão de Aviação da Brigada Militar comemora 29 anos de muita história e tradições. Foto: Sgt. Éverton Ubal
Batalhão de Aviação da Brigada Militar comemora 29 anos de muita história e tradições. Foto: Sgt. Éverton Ubal.

História da Aviação na Brigada Militar

46 - Aviao Breguet

A história do batalhão começa bem antes de sua efetiva criação. Em 6 de agosto de 1915, o então comandante-geral da BM, coronel Affonso Emílio Massot, propôs ao presidente do RS, Borges de Medeiros, a criação de uma escola de aviação. Medeiros não aceitou a ideia, alegando que o assunto era da alçada do Ministério da Guerra. Oito anos depois, o Estado enfrenta o movimento revolucionário de Assis Brasil, e Massot reapresenta o projeto, saindo vitorioso. Em 28 de maio de 1923 é regulamento o serviço de aviação da Brigada Militar.

A unidade começa a funcionar no Posto Veterinário, na Várzea do Gravataí, que pertencia a Brigada Militar e onde hoje está localizado o Aeroporto Internacional Salgado Filho, no mesmo local onde hoje, está a sede do Batalhão de Aviação da BM. Foram adquiridos dois aviões de fabricação francesa, Breguets 14, de 300 HP, de segunda mão. “Era um  tempo heroico, onde a maior segurança de voo era o retorno da aeronave ao seu campo de pouso.

Para pilotar os aviões foi contratado o ex-sargento-aviador do Exército Noêmio Ferraz, que hoje empresta o seu nome para a maior honraria do Batalhão de Aviação da BM. O copiloto era Osório Oliveira Antunes. Os aparelhos tiveram a identificação BM-1 e BM-2. Hoje, a designação dos aparelhos é Guapo, em homenagem a esses dois pioneiros.

 Noêmio Ferraz e Osório
Noêmio Ferraz e Osório

O primeiro voo aconteceu em 30 de maio de 1923. Quatro meses depois, em 9 de agosto do mesmo ano ocorre um acidente fatal, onde morre Osório. O batalhão só volta a funcionar em 22 de setembro de 1989 sob a denominação de GPMA (Grupamento de Polícia Militar Aéreo).

Em 14 de Abril de 2010, através do Decreto Estadual nº 47.176 a então Governadora do Estado Yeda Crussius cria o Batalhão de Aviação da Brigada Militar, o qual passa a encorporar também a Divisão de Serviços Aéreos(DSA).

Quer saber mais sobre essa história? Clique Aqui.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários