A boa formação de uma tropa da elite

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

CARREIRA DOS SONHOS
Alunos de escolas de excelência e filhos de famílias de classe média encontraram na PM a realização profissional

Eles estudaram em colégios particulares caros e de referência, falam outras línguas, têm pais de classes média e média alta, e alguns até moraram fora do Brasil e receberam educação europeia. O currículo seria de qualquer empresário bem-sucedido, mas em comum eles têm o amor incondicional pela farda e a opção de ser PM. Diferentemente da realidade da maioria da tropa, que faz concurso em busca de estabilidade, eles são oficiais por vocação e ascenderam na corporação graças à educação de excelência que receberam.

A paixão pela ação policial e por voar começou quando Rodrigo Duton ainda era criança. Ele foi aluno do Colégio São Bento e, com 8 anos, época em que seus pais pensavam num futuro de sucesso para o filho, Rodrigo já sonhava com helicópteros e a carreira de policial. Hoje com 37 anos, ele é major, comandante e piloto do Grupamento Aeromarítimo (GAM) da PM.

– Certa vez estava no Tívoli Parque com minha família e não queria saber dos brinquedos. Ficava com o rosto colado na grade, olhando os helicópteros da polícia que pousavam na Lagoa – conta ele, que guarda como relíquia o desenho que fez, na ocasião, de um helicóptero com a palavra “polícia” escrita.

A boa formação levou Duton do ensino médio diretamente para o curso de engenharia naval da UFRJ. Mesmo sem militares na família, ele abandonou a universidade e resolveu cursar a Academia da Polícia Militar:

– Sei que dei um susto nos meus pais, mas na PM realizei meu sonho profissional.

A carreira de piloto da PM também atraiu André Penha Brasil, de 34 anos, hoje capitão. Neto de general e filho de diplomata, ele nasceu em Madri, na Espanha, e estudou na Escola Britânica, na Malásia:

– Meus estudos abriram portas, mas em nenhum outro lugar eu seria feliz.

Formado em direito, com francês e inglês fluentes, além de cursos de especialização na França e na Suíça, o subcomandante do Batalhão de Ações com Cães, major Vitor Valle, disse que na PM realizou o seu sonho de criança.

– Tudo o que tenho devo à escolha que fiz de ser PM.


Fonte: Jornal O Globo, por Ana Cláudia Costa, via Blog Cmt Duton.

Leia também: Como nasce e como trabalha um piloto policial.

- Anúncio -

10 COMENTÁRIOS

  1. Fico honrado em ver uma reportagem sobre mim publicada no site PILOTO POLICIAL, verdadeiro “JORNAL NACIONAL” da Aviação de Segurança Pública do Brasil!

    Muito obrigado amigo Eduardo Beni! Que essa matéria estimule jovens idealistas e bem intencionados a ingressar nas fileiras das POLÍCIAS MILITARES do Brasil.

    Forte abraço.

    Cmte Rodrigo Duton – MAJ PMERJ
    Operações Aéreas – RJ

    • Muito obrigado, Nádia. Assim como os seus textos sempre muito bem escritos, espero que essa história de fato traga jovens idealistas e bem intencionados para as Polícias Militares do país. Abraço. Rodrigo Duton

  2. QUE DEUS CONTINUE A BENÇOAR VOSSA VIDA, E QUE SEU ENTUSIASMO COM A PROFISSÃO SEJA EXEMPLO PRA TODOS NÓS.
    BONS VOOS !!!
    CAP PMPE ROMILDO – ASP92.

  3. Amigo Cmte Duton, eu fiquei feliz com a matéria. Saiba que o admiro pela eloquência, entusiasmo e dedicação para os assuntos da aviação. Eu também tenho o prazer de ser egresso de uma das unidades do Colégio São Bento, a de Salvador. Forte abraço…HER.

    • Comandante Herlon!! Eu já sabia que o senhor êh Oficial de fino trato, cuja bagagem profissional êh de causar inveja, porém desconhecia sua origem beneditina! Mais um ponto em comum, amigo! Que possamos deixar registrado na aviacao de segurança publica todo o nosso entusiasmo e boas iniciativas. Forte abraço, irmão! DUT

  4. Amigo Maj Duton, que matérias como essa inflem os sonhos de muitas crianças, que, ao seu exemplo, admiram nossas máquinas voadoras. Um abraço

    • Prezado amigo Paulo Emilio, obrigado pelas palavras. Sinceramente era esse mesmo o meu objetivo ao conceder a entrevista: que outros jovens, ainda acanhados, despertem para a nobre profissão que exercemos! Forte abraço e bons vôos. Rodrigo Duton

  5. Li com meu filho a reportagem e ele se entusiasmou , e disse quero ser igual a esse moço ….fiquei feliz muito boa essa matéria ……Deus t abençoe major! Ass: al.cfsd Pessôa 3* pelotão 4cia a.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários