- Anúncio -

Espírito Santo – Em 2019, o Núcleo de Operações e Transportes Aéreo (NOTAer) da Casa Militar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) atenderam, em parceria, 209 missões aeromédicas, com um total de 215,4 horas de voo.

O ano de 2020 começou com muito trabalho. Além das operações humanitárias em apoio à Defesa Civil devido as fortes chuvas que atingiram o Estado, já realizaram resgates, salvamentos e transporte de órgãos.

Para realizar o serviço, o NOTAer possui um termo de cooperação técnica com a Secretaria de Saúde do Estado (SESA). Pelo acordo, são disponibilizados médicos e enfermeiros do SAMU 192, bem como equipamentos e insumos médicos. Quatro helicópteros (01 AS350B2, 02 AS350B3e e 01 EC145) e tripulações do NOTAer estão aptas a realizar as missões aeromédicas. Pelo acordo não há repasse de recurso.

O Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, em Serra, ES, é o único que possui heliponto apto a receber as aeronaves. Nos demais hospitais, as equipes pousam em locais pré-estabelecidos que ficam nas proximidades. Para os pacientes que são levados para Vitória, é utilizado o heliponto do NOTAer no Quartel do Comando Geral da PMES.

O SAMU é administrado pela SESA e os municípios podem aderir, vinculando-se individual ou em parceria por meio de consórcio. A Política Estadual para a Rede de Urgência e Emergência foi instituída pelo Decreto nº 4548-R de 2019 – “SAMU para todos”.

De janeiro a novembro de 2019, o SAMU 192 atendeu 606.798 ligações. Do total geral, 115.345 ligações foram atendidas especificamente por médicos. Os trotes representam 15.9% do total de chamados ao serviço. As causas externas (traumas) registram 5,45% (33.096) das ligações, incluindo os acidentes de trânsito.

NOTAer e SAMU salvando vidas

Na última semana, os Harpias e equipe do SAMU fizeram a diferença para muitas pessoas. Na tarde de domingo (09), equipe integrada do NOTAer e do SAMU 192 foi acionada para a remoção aeromédica de um homem de 48 anos, vítima de queda, em Santa Maria de Jetibá. O homem foi diagnosticado com traumatismo cranioencefálico (TCE) e precisava de tratamento especializado.

A vítima foi transportada pelo helicóptero Harpia 02 ao Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, em Serra, ES.  Segundo a equipe do NOTAer/SAMU, “o transporte foi imprescindível para a redução do tempo resposta no atendimento”.

Remoção aeromédica de um homem de 48 anos, vítima de queda, em Santa Maria de Jetibá.

Na quinta-feira (06), as equipe dos helicópteros Harpia 02 e Harpia 08 foram acionados para duas missões de resgate aeromédico. A primeira foi de um senhor de 70 anos com quadro cardíaco grave e vítima de infarto agudo do miocárdio (IAM).

Foi transportado pelas equipes do SAMU com apoio do Harpia 02, da cidade de Piúma, sul do Estado, para Vila Velha, Região Metropolitana de Vitória. Na sequência, outro idoso, vítima de disparo de arma de fogo, necessitava de cuidados médicos especiais e foi levado pelo Harpia 08 da cidade de Afonso Cláudio para Vitória.

Na terça-feira (04), a equipe aeromédica do Harpia 06 realizou o transporte de um homem de 59 anos, vítima de infarto agudo do miocárdio (IAM) de Santa Teresa para Santa Casa de Misericórdia, em Vitória. Na segunda-feira (03), a equipe do Harpia 06 transportou um paciente de Piúma, sul do Espírito Santo. Ferido por instrumento perfurante, necessitava de transporte aéreo. Foi levado ao Hospital São Lucas, em Vitória.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários