Aposentadoria de um piloto

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

CÁSSIA DE FREITAS

retiredOlhando um céu claro e desimpedido, já cresce no peito uma saudade, os pensamentos norteiam seus atos e as lembranças das boas horas vão e voltam como um pêndulo marcando a hora.

Com um coração determinado, acreditando que seria negar a felicidade a sua frente, considera que chegou o momento.

Mas, será este o momento? Deitar eternamente em berço esplêndido sem hora marcada pra acordar? Deixar de ouvir o som frenético da hélice ou rotor girando como um redemoinho, um coração palpitante, encorajado diante dos acionamentos, decolagem imediata, seja dia ou noite sem temor em voar.

Sim, esta seria uma boa hora pra temer, quem sabe até entrar em pânico! Mas a leveza de seus pensamentos e a resistência em sua decisão lhe traz a certeza: é hora de pousar! Mesmo tendo à sua frente um céu de brigadeiro, convidando a navegar.

Mudar a logística é a missão do momento, como tantas vezes ao revés do vento, ela chegou, seria um encontro inevitável, cedo ou tarde, a aposentadoria o levaria a seus aposentos.

Se voar é seu estilo de vida, e agora? É preciso coragem pra buscar simplicidade, mudar rotinas, se adaptar ao novo toque do despertador, “despertador? o que é isso?” dirá o piloto agora aposentado, com a firme certeza de que é hora de pousar, convicto de que nunca morre, apenas voa a um plano superior, com olhar de esperança aguarda alternativas que a vida terrena lhe dará, é fato!

De agora em diante, nada de sacrifícios extremos, esforços impossíveis, ligações acumuladas no celular, calma! Posso terminar de almoçar? Foi sempre assim, está registrado, tudo foi se acumulando através das horas de voo que se transformaram em anos, até se tornou melodia o som do rotor aos seus ouvidos mas, agora o impacto das longas horas de voo se diluirá no balançar de uma rede na varanda ao som das folhas do coqueiro beijando o vento.

Acenda a chama da esperança encontre um bom lugar pra se sentar, veja a paisagem pela janela, procure recostar, um cochilo quem sabe, é hora de observar, apenas.

Confiança! Faça uso da destreza, é imprescindível dominar o novo, com treinamento e tolerância tudo dará certo, o voo será presidenciável e a aterrisagem por conta de um piloto inexperiente, mas treinado – “pouso autorizado” pronuncia uma voz que já deixa saudade.

- Anúncio -

1 COMENTÁRIO

  1. Prezados amigos aeronavegantes, somente quem voa por prazer sabe o que isso significa, já fiquei um período longo sem voar e foi difícil, estou no início de um segundo período longo, por efeito de um acidente pessoal, mas o fantasma de uma aposentadoria do voo sempre atormenta aqueles que amam voar, o negócio é se preparar, o importante para o bom voador é tirar os pés do chão, não importa como e nesse sentido existem diversas opções. Já voaram de parapente ou asa delta? É muito bom sim! E também é seguro, principalmente para aqueles que já voam aeronaves motorizadas e avaliam os indicadores de segurança por um prisma mais exigente. Existe também a opção dos aeroclubes, para aqueles que sentem a necessidade do barulho do motor. Voar por prazer, esse é o ponto importante. Fica aqui a sugestão. Bons voos!

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários