CENIPA debate a psicologia aplicada à aviação

O papel da psicologia na aviação civil e militar está em debate no 5º Encontro Brasileiro de Psicologia Aplicada à Aviação, promovido pela Assessoria de Fatores Humanos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA). O evento, que reúne cerca de 150 participantes, acontece nos dias 13 e 14 de setembro no Centro de Convenções da Aeronáutica, na cidade de Salvador/BA.

Os psicólogos Maria Luz Novis Soto, da Espanha; Marco Túlio de Mello, de São Paulo; Selma Leal Ribeiro de Oliveira, do Rio de Janeiro já confirmaram presença para palestrar sobre os seguintes temas: Fatores humanos na aviação contemporânea, Gerenciamento da fadiga na atividade aérea, Transtorno do estresse pós-traumático – Intervenções em situações de acidentes aeronáuticos, bem como o papel da psicologia na aviação brasileira.

Vários workshops também fazem parte da programação do 5º Encontro e ampliam o debate sobre assuntos como cultura organizacional, controle de tráfego aéreo e segurança de voo. “Nosso objetivo é compartilhar informações e experiências para aprimorar a atuação dos profissionais na atividade de prevenção de acidentes aéreos, além de consolidar o espaço da psicologia aplicada à aviação no Brasil como acontece em outros países”, afirma a Chefe da Assessoria de Fatores Humanos, Tenente Coronel Laura Suely Cavalcante Marcolino da Silva.

O evento, que despertou também a atenção de profissionais fora da aviação, conta com o reconhecimento do Conselho Federal de Psicologia, com sede em Brasília, o qual destaca o debate da psicologia aplicada à aviação pela relevância do tema. A ANAC também se manifestou pela gerência de fatores humanos, congratulando-se pela realização do evento.

Ao término do encontro, está prevista a divulgação de uma carta de intenções, contendo ações estratégicas para a atuação da psicologia aplicada à aviação no Brasil. A iniciativa tem como objetivo influenciar na formação de um conhecimento interdisciplinar no contexto da atividade aérea semelhante ao que já existe em outros países da Europa e Estados Unidos. Tenente Coronel Laura lembra que durante o encontro é necessário mapear as dificuldades existentes no campo de atuação para desenvolver métodos e ferramentas para a prevenção, além de fomentar a pesquisa.

O público participante são profissionais psicólogos da Força Aérea Brasileira, do Exército Brasileiro e da Marinha do Brasil, bem como dos Conselhos Nacional e Regional da Psicologia, além do Instituto de Psicologia da Aeronáutica (IPA), Instituto de Tecnologia da Aeronáutica (ITA), Grupo de Instrução Tática Especializa (GITE) e empresas aéreas.

A presença de psicólogos no meio aeronáutico teve início na década de 70 e se deve aos avanços tecnológicos que conferem a automação das aeronaves. Em consequência disso, as estatísticas têm apontado um elevado índice da participação do erro humano nos acidentes aeronáuticos. Cabe à psicologia atuar na interação do homem com os sistemas para dar suporte ao gerenciamento do desempenho humano na aviação e contribuir para a segurança de voo.


V Encontro Brasileiro de Psicologia Aplicada à Aviação


Fonte: CENIPA.

2 COMENTÁRIOS

  1. e muito importante questões de psicologia ligada a aviação pois a responsabilidade de uma aeronave nos céus do brasil e grande e ha determinadas atitudes que somente piloto tendo equilíbrio terá maior chances de lograr exito em prol a soberania nacional parabéns a força aérea do brasil

  2. A aviação não pode ser feita de qualquer forma, um trabalho que possa possibilitar ao piloto uma maior qualidade em seu voou com certeza é indispensável, mas isso só é possível onde há dedicação, amor e responsabilidade naquilo que é feito… Parabéns por mais esta publicação…

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

6 − 1 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários