Helibras lança selo para comemorar 35 anos de fundação

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Empresa, que faz aniversário no mês de abril, passa a incluir na logomarca uma referência aos novos rumos e à mesma paixão de produzir helicópteros no Brasil

Helibras - 35 anos

Para celebrar os 35 anos de sua fundação, em 14 de abril de 1978, a Helibras acaba de lançar um novo selo que acompanhará a logomarca da empresa em todas as publicações e eventos. Com o slogan “Novos rumos, a mesma paixão”, o selo é uma das novidades que serão lançadas para comemorar o sucesso da empresa nesses 35 anos de atividade.

A Helibras teve início dentro do CTA (Centro Tecnológico da Aeronáutica), em São José dos Campos, como resultado de uma licitação internacional do governo para produção de helicópteros no Brasil. Após dois anos, a empresa se instalou em Itajubá, Minas Gerais, para produzir o helicóptero AS350 Esquilo. O modelo, que fora lançado no mercado mundial em 1976, é hoje o helicóptero a turbina mais vendido no mundo e continua a ser fabricado na linha de montagem da empresa, incorporando, nesse período, de 48% a 54% de conteúdo nacional em sua produção.

O sucesso da Helibras começou cedo. Já em 1979 a empresa havia entregue seis helicópteros Esquilo para a Marinha do Brasil e, cinco anos depois, assinou um contrato com a Força Aérea para fornecimento de 30 AS350 Esquilo, 11 AS355 e 10 Super Pumas.

Em 1988, o consórcio Helibras/Aerospatiale venceu a concorrência internacional para fornecer ao Exército brasileiro 36 helicópteros Pantera e 16 Esquilos, seguidos de uma aquisição de outros 20 Esquilos, dando origem à Aviação do Exército.

Enquanto isso, a empresa ia, gradativamente, aumentando sua capacitação tecnológica e, a partir de 1992, quando do surgimento da Eurocopter, também passou a comercializar a gama mais completa de aeronaves, capaz de atender as diversas necessidades de cada segmento.

Devido ao crescimento do mercado civil na região de São Paulo, a empresa inaugurou em 1998, no aeroporto Campo de Marte, em São Paulo, um prédio que abriga suas atividades comerciais, administrativas e uma oficina de manutenção, para maior proximidade junto aos seus clientes.

Um novo marco na história da Helibras se deu com a assinatura, em 2008, do contrato com o Ministério da Defesa para fornecimento de 50 helicópteros EC725 de grande porte, com 50% de conteúdo nacional agregado, para as Forças Armadas. O contrato possibilitou o início de uma enorme expansão, com a construção de uma nova fábrica nas instalações da empresa, em Itajubá, para abrigar a segunda linha de montagem responsável pela produção do novo modelo de aeronave, com transferência de tecnologia da matriz Eurocopter, e para capacitar engenheiros e técnicos brasileiros nos mais elevados níveis de conhecimento e qualificação em asas rotativas. Esse processo também vai permitir à empresa fabricar no Brasil a versão civil do EC725, o modelo EC225, destinado a operações offshore.

Em 2013, os resultados da participação da empresa no mercado impressionam: 51% dos helicópteros a turbina operados no país atualmente são da Helibras/Eurocopter. Desde o começo das suas atividades até os dias de hoje, o crescimento da presença da empresa foi de mais de 200%. “Esse resultado não é por acaso. Construir uma empresa de sucesso requer tempo, conhecimento e constante inovação, que são as nossas marcas e prioridades para os próximos anos. Além disso, não podemos nos esquecer daqueles clientes que já confiam e acreditam na qualidade Helibras. Daí os nossos investimentos em treinamento, suporte ao cliente e aperfeiçoamento permanente dos nossos produtos”, ressalta Eduardo Marson, presidente da companhia desde 2009.

Além da fábrica em Itajubá, a Helibras mantém atualmente instalações nas cidades de São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF), Curitiba (PR) e Fortaleza (CE). A empresa já entregou até hoje mais de 600 helicópteros para clientes brasileiros, dos setores militar, governamental e civil, e forma em seu Centro de Treinamento pilotos e mecânicos para as aeronaves que produz e comercializa, tendo atingido, em 2012, a marca de 11.000 alunos treinados. Atualmente, emprega mais de 750 funcionários diretos.

De olho no futuro

O próximo desafio da Helibras é conceber, projetar e construir, em 10 anos, o primeiro helicóptero brasileiro. Para conseguir sucesso na empreitada, está desenvolvendo um programa de transferência de tecnologia, que envolve o treinamento de engenheiros e técnicos na matriz, parcerias com universidades e a contratação e homologação de fornecedores no país para produção de partes, peças e serviços.

A equipe que está sendo treinada já realiza manutenção e reconstrução de aeronaves civis e militares, como os modelos Fennec/Esquilo (AS350) e Pantera/Dauphin (AS365), etapas necessárias para que a Helibras se torne o quarto pilar mundial de produção do grupo Eurocopter, ao lado da Alemanha, França e Espanha.

Fonte: press releas Helibras.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários