Potiguar I volta a operar com força total em Natal/RN

Vítima de um sequestro relâmpado em Parnamirim, Tatiana de Souza Andrade foi abandonada pelos criminosos, depois de sofrer um tiro na panturrilha da perna esquerda, num canavial próximo à comunidade de Mendes, entre os municípios de Monte Alegre e São José deMipibu, na Região Metropolitana de Natal (RMN).

Tatiana Andrade foi socorrida pelo helicóptero Potiguar I do governo estadual, utilizado pela primeira vez como UTI aérea, depois que a governadora Rosalba Ciarlini emitiu, no dia 4 de julho, decreto declarando calamidade na área da saúde pública do Rio Grande do Norte.

O comandante da aeronave, o agente de Polícia Civil Hildebrando Alves de Lima Júnior, informou que o helicóptero alçou voo depois de atender um chamado do Centro de Integrado de Operações da Segurança Pública, porque o local onde a vítima foi abandonada é de difícil acesso.

Segundo o comandante Lima Júnior, o sobrevoo da área “era necessário para a localização” da vítima, que se encontrava no meio do canavial. No entanto, segundo informações da Polícia Militar, que vasculhou a área na tentativa de localizar e prender os sequestradores, a vítima foi deixada no canavial com um celular e pediu socorro. Um mototaxista a levou até à margem da estrada do distrito de Mendes, situado em Monte Alegre.

Como o helicóptero já estava na área, Lima Júnior informou que não se esperou pela chegada de uma ambulância e ela foi levada pela aeronave para São José do Mipibu, onde pousou ao lado do hospital local, a fim de que a vítima recebesse os primeiros socorros.

Tatiana de Souza Andrade foi removida para o pronto-socorro do Hospital Walfredo Gurgel, onde passou por exames preliminares, inclusive raio x, para localização do projétil, caso ele tivesse ficado alojado na panturrilha esquerda.

O caso deverá ser apurado pela 1ª Delegacia de Polícia. O comandante do 3º Batalhão da Polícia Militar (BPM), sediado em Parnamirim, o coronel Jair Júnior estava à frente das diligências para prender os sequestrados, que seriam em número de dois. O coronel Jair Júnior informou que, a priori, não roubaram nada da mulher, que foi abordada na avenida Everaldo Breves, no centro de Parnarmirim.

Os sequestradores estavam num automóvel Palio. A informação da Polícia, era de que a vítima estava no interior de uma loja de equipamentos de refrigeração, pertencente a um parente dela. Os criminosos chegaram, trancaram os funcionários numa sala e levaram-na de dentro da loja, sem que as testemunhas tenham relatado a ocorrência de roubo de mercadorias da loja. Segundo o coronel não há como saber os motivos do sequestro, porque não levaram nada dela, ou se foi alguma coisa de ordem pessoal.

Governo libera R$ 106 mil para seguro

A assinatura de um contrato emergencial permitiu, até que a Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) uma nova licitação para a contratação de um novo seguro do helicóptero Potiguar I, levantasse voo ontem de manhã (25/07), depois de alguns dias parado no hangar do governo, que funciona anexo ao aeroporto Augusto Severo, em Parnamirim.

O comandante da aeronave, o agente de Policia Civil Hidelbrando Alves de Lima Júnior, informo que o helicóptero alçou voo por volta das 10 horas, a fim de atender um chamado de ocorrência do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), para localizar uma mulher que sofreu um sequestro relâmpago em Parnamirim e foi abandonada num canavial entre os municípios de Monte Alegre e São José do Mipibu.

Já a contratação emergencial do seguro com a empresa Excelsior de Seguro, no valor de R$ 106.273,97, foi aprovada, com dispensa de licitação, na reunião de número 1.390 do Conselho de Desenvolvimento do Estado (CDE) realizada na terça-feira, dia 17, enquanto o extrato do contrato assinado no dia 19, foi publicado na edição de anteontem do “Diário Oficial do Estado” (D.O.E).

Na contração do seguro feita no ano passado para a aeronave de prefixo PR-YFF, modelo AS 350B2 fabricada pela Helibras, o valor foi de R$ 263.460,00.

Para haver a contratação emergencial do seguro, o helicóptero Potiguar I, que é usado em ações conjuntas da Sesed, Corpo de Bombeiros, Polícias Civil e Militar e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) passou por uma revisão.

Além disso, a aeronave também vai dar apoio ao sistema público de saúde, depois que for equipado para operações de salvamento e ainda servir para o transporte de pacientes que serão submetidos a transplantes de órgãos e para o atendimento em situações críticas.

Fonte: Tribuna do Norte.

4 COMENTÁRIOS

  1. Falando em Potiguar I, já tou sentindo falta do Helicóptero da SSP Amazonas, nunca mais o vi voar pelos céus de Manaus, e olha q nossa cidade ultimamente vem sofrendo mto com a violência.
    Alguém sabe do seu paradeiro, ou se está em outra missão, pois helicóptero que vejo por aqui só os Pumas do EB e os Black-Hawk da FAB – mas q não cuidam da segurança pública.

  2. Olá, Marcus

    Nossa aeronave Águia 03 continua com seu radiopatrulhamento aéreo em Manaus, em voos de apoio às operações das polícias Militar e Civil, assim como aos órgãos públicos que nos procuram.

    Um abraço.

    E parabéns aos combatentes alados potiguares!

  3. Parabens POTIGUAR…

    A natureza e resultado positivo dessa ação policial deixa claro a necessidade do apoio e eficiência das operações aéreas.

    Sucesso a todos, sempre!!!

Escreva um comentário

cinco × cinco =

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.
Ao enviar esse comentário você concorda com nossa Política de Privacidade.

Comentários

comentários