- Anúncio -

Brasil – Na quarta-feira (05), profissionais de saúde decolaram da Ala 1 – Base Aérea de Brasília em duas aeronaves VC-2 da Força Aérea Brasileira (FAB) para transportar brasileiros localizados em Wuhan, na China, epicentro da epidemia do novo coronavírus.

Na sexta-feira (07) as duas aeronaves iniciaram o trajeto de retorno. Decolaram de Wuhan para Ürümqi, na China, com os brasileiros a bordo. A chegada ao Brasil tem previsão de acontecer por volta da meia-noite de sábado (08/02).

Além dos 34 brasileiros, mais seis estrangeiros, sendo quatro poloneses, um indiano e um chinês, embarcaram no voo da FAB. De acordo com o governo, foi um gesto de solidariedade ao governo da Polônia que não tinha como buscar seus cidadãos.

Também estão a bordo de cada aeronave, um médico do Ministério da Saúde e seis especialistas do Instituto de Medicina Aeroespacial Brigadeiro Médico Roberto Teixeira (IMAE), capacitados em Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear (DQBRN).

A equipe médica do Instituto de Medicina Aeroespacial (IMAE) realizou a triagem dos brasileiros que embarcaram nas aeronaves. Todos que retornarem serão levados até a Ala 2 – Base Aérea de Anápolis, Goiás, onde ficarão em regime de quarentena.

O local possui 38 suítes equipadas com TV, internet, frigobar, ventilador, telefone e ar condicionado. Conforme coordenação da Operação, caso algum repatriado apresente sintomas do novo coronavírus será conduzido a um setor isolado, persistindo os sintomas, será transportado de helicóptero ao Hospital das Forças Armadas, em Brasília (DF), local onde serão aplicados os protocolos indicados para situação.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários