Paraná – Na segunda-feira (17), aconteceu mais um caso em que o serviço aeromédico do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) salvou um paciente com Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) com a utilização de medicamento trombolítico.

Um homem de 60 anos, com dor torácica a cerca de duas horas, foi atendido no Hospital de Guaraqueçaba. A equipe médica do helicóptero Falcão 08 foi acionada e no hospital realizaram a administração da tenecteplase (fármaco trombolítico).

Em seguida o paciente apresentou melhora completa da dor e diminuição do supra-desnivelamento do segmento ST no eletrocardiograma, o que indica que o músculo do coração que estava sem receber sangue obteve uma melhora significativa no seu fluxo sanguíneo.

Depois de estabilizado pelos operadores de suporte médico (OSM) do BPMOA, a vítima foi embarcada e encaminhada de aeronave ao Hospital Regional do Litoral (HRL). O pouso e desembarque do paciente aconteceu no Aeroporto de Paranaguá, de onde seguiu com a ambulância do SAMU para o HRL.

Segundo o médico do SIATE/BPMOA, Rene Avelleda, trombólise consiste na revascularização do músculo cardíaco a partir da infusão do anticoagulante tenecteplase que age nas artérias coronárias retornando seu fluxo sanguíneo.

O Governo do Paraná, através a Secretaria de Saúde do Estado (SESA), disponibilizou esse medicamento para as equipes aeromédicas em 2019 e todas estão aptas e treinadas para usar esse medicamento.

Equipe aeromédica do BPMOA administra trombolítico e obtém melhora do quadro clínico de paciente. Foto: BPMOA.

Escreva um comentário

12 + 13 =

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.
Ao enviar esse comentário você concorda com nossa Política de Privacidade.

Comentários

comentários