GRAER realiza missão de resgate na região de Sertanópolis, norte do Paraná

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

A base descentralizada do GRAER em Londrina, que desde o dia 28 de Setembro mantém uma equipe completa com helicóptero, pronta para responder às mais diversas missões de segurança pública, foi acionada na manhã do último domingo, dia 07 de outubro, para atender a uma ocorrência de resgate aeromédico, a primeira missão dessa natureza desde o início das atividades.

O helicóptero Falcão 02, comandado pelo Major Pucci e tendo como Tripulante Operacional Multimissão o Sargento Panzarini, decolou de Londrina por volta das 11h30min, com destino a localidade de Sertanópolis, onde ocorreu um grave acidente de trânsito. Dois veículos colidiram violentamente e, num deles, um dos dois ocupantes veio a óbito no local e, o outro ocupante, uma mulher de 20 anos, sofreu traumatismo craniano, o que demandava urgência na sua remoção para um hospital de maior complexidade.

A aeronave decolou de Londrina em direção a Sertanópolis, pousando no Estádio Municipal daquela cidade, onde o Dr. Felipe, à frente de uma equipe do SAMU já os aguardava. Após o embarque da vítima e do médico do SAMU, o helicóptero retornou a base, pousando no Hospital Universitário de Londrina.

Toda a missão transcorreu em 25 minutos, demonstrando a versatilidade e importância do emprego de aeronaves em ocorrências de Segurança Pública, neste caso o resgate aeromédico com helicóptero.

Com isso, o GRAER acrescentou mais uma ocorrência bem sucedida ao seu histórico, que atualmente é de 148 vítimas transportadas num total de 764 missões realizadas, das quais, 231 são de natureza Bombeiro Militar. Desde a sua criação, o Grupamento registra mais de 1.820 horas de voo em missões Policiais Militares e Civis, de Bombeiro Militar e Defesa Civil.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários