Helibras patrocina 8º Seminário Internacional de Segurança de Voo

A Helibras é uma das patrocinadoras do 8º Seminário Internacional de Segurança de Voo da ABRAPHE – Associação Brasileira de Pilotos de Helicópteros, que acontece nos dias 6, 7 e 8 de novembro, em São Paulo.

Além do apoio ao evento, a Helibras também dividirá conhecimentos por meio da palestra “Métodos para melhorar a capacidade dos pilotos de helicópteros”, ministrada pelos funcionários Antonio Modesto, assessor de segurança operacional; Paulo Gaddini, diretor de Ensaios em Voo; e Sergio Khalil, gerente de ensaios de produção, manutenção e treinamento, no dia 6, às 19 horas.

Duas palestras internacionais acontecerão logo no primeiro dia, e tratarão de aviação de asas rotativas no Alaska e nos Estados Unidos. Além destas, os interessados terão a oportunidade de estudar as estratégias do Grupamento de Radiopatrulha Aérea da Policia Militar de São Paulo (Grupo Águia) na palestra “Operação x Risco – Case PM”, com o Capitão PM José Alexander Freixo.

O Seminário será realizado no Auditório da Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo. O evento terá início na terça-feira, 6/11, às 16h30, com término às 23 horas. Nos demais dias, as palestras começam às 17h e encerram-se às 23h. Para conhecer a programação completa e inscrever-se no seminário, acesse o site da ABRAPHE: www.abraphe.org.br

6 COMENTÁRIOS

  1. Não é muita cara de pau uma empresa que reluta tanto em emitir uma nota “groundeando” oficialmente os EC225/725, patrocinar um seminário destes ?

    Para quem não sabe as empresas Off-shore ao redor do mundo e aqui no Brasil estão groundeando o EC225 por problemas na MGB..

    Aqui no Brasil a Helibrás/Eurocopter se limitou a emitir uma nota para não sobrevoarem o mar, como se o problema somente pudesse acontecer em cima da água!

  2. Rodrigo, muito agradeceríamos se fizesse um breve relato do que tem acontecido com os EC225/725 e os motivos que teem provocado a suspensão das operação destes. Penso que seria uma ótima notícia para se publicar aos demais. Tenho certeza que poucos possuem conhecimento sobre esse assunto.

    Façamos assim: você fala dos EC 225/725 e eu dos Esquilos da Marinha, o que acha?

  3. A questão não é falar bem ou mal da Helibrás/Eurocopter.

    É encarar um problema que está acontecendo mundialmente de frente como a AW encarou com o punho das pás do AW139 e a Sikorsky com o S92 no início da carreira.

    Aqui no Brasil, a recomendação foi evitar vôos sobre o mar! A caixa de transmissão dele deve ter problema com água salgada rs

    As empresas de Off-shore aqui no Brasil, já que quase todas tem a sua matriz fora, mesmo que extra-oficialmente groundearam a frota.

    Alguns links..

    http://www.flightglobal.com/news/articles/north-sea-operators-scrabble-for-ec225-replacements-378314/

    http://www.pressandjournal.co.uk/Article.aspx/2986880

    Relatório do “CENIPA” Inglês, depois a “ANAC” deles groundeou a frota.

    http://www.aaib.gov.uk/cms_resources.cfm?file=/S6-2012%20G-CHCN.pdf

    Tem alguns blogs brasileiros que noticiaram o fato.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

5 × 2 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários