Helicóptero do Detran/DF transporta coração vindo do Rio de Janeiro

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Brasília – No início da tarde desta quarta-feira (29), o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) realizou mais um transporte de coração. Essa é a terceira vez, nos últimos 15 dias, que a Unidade de Operações Aéreas (UOPA) do Detran é acionada pela Central de Capitação de Órgãos da Secretaria de Saúde do DF.

Helicóptero do Detran/DF transporta coração vindo do Rio de Janeiro

O órgão de um doador do Rio de Janeiro (RJ), de 34 anos, foi transportado pela Força Aérea Brasileira até Brasília. Ao chegar à cidade, coube ao helicóptero Sentinela realizar o transporte até o Instituto de Cardiologia do Distrito Federal – ICDF.

O homem que recebeu o órgão foi avisado do transplante às 6h. A informação era que ele deveria comparecer ao ICDF em uma hora para iniciar os procedimentos pré-operatórios. O homem e sua mulher, que moram em Sobradinho, pediram um táxi para seguir até o hospital, mas se depararam com o intenso fluxo de carro. O casal decidiu, então, acionar a Polícia Militar para ajudar no transporte. O que foi feito e ele chegou a tempo.

Transportando esperança

No dia 14 de novembro, o Detran realizou o transporte de um coração vindo de Goiânia (GO). O doador tinha 22 anos de idade. Na mesma semana, dia 16, o Sentinela auxiliou as equipes da SESDF com a condução de um órgão vindo também de Goiânia. Nesse caso, o doador tinha 19 anos.

Para o chefe da UOPA, Marcus Marinho, este é um trabalho mais que gratificante: “Mais uma vez transportamos a esperança de uma pessoa que aguarda um órgão com muita ansiedade. Isso aumenta nossa responsabilidade e a nossa emoção. Esperamos que dê tudo certo na vida dessa pessoa que vai receber este coração. É uma honra para toda a equipe participar de algo tão nobre”.

Detran/DF e CB.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários