Paraíba – 1 hora e 20 minutos. Esse foi o tempo em que uma paciente vítima de Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), residente na cidade de Princesa Isabel, Sertão da Paraíba, foi transportada para o Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita, região metropolitana de João Pessoa. O transporte aconteceu no dia 19 de novembro.

O voo, realizado pelo Grupo de Resgate Aeromédico (GRAME), viabilizou uma rápida transferência para atendimento especializado, da idosa de 68 anos. De ambulância duraria cerca de 7 horas. De acordo com o major Magno, médico responsável no transporte aéreo, a paciente inspirou cuidados durante o trajeto.

Hospital Metropolitano recebe paciente do Sertão em tempo hábil para atendimento.

“Assim que a recebemos e tomamos conhecimento do seu quadro clínico, identificamos que ela possuía algumas comorbidades, e durante o voo ela teve um pico pressórico, também se queixou de dor torácica, mas a medicamos e ela estabilizou. O voo foi realizado de maneira atenta e segura. Em todo momento a paciente se manteve consciente e orientada. Até nos relatou que esta havia sido a primeira vez a andar de avião. Estamos felizes em fazer parte dessa missão”, discorreu o major Magno, médico responsável.

Ao chegar no Metropolitano, a paciente consciente agradeceu à equipe de resgate, e seguiu para a sala de hemodinâmica, na qual realizou uma angiografia coronária (cateterismo), exame invasivo que confirmou a presença de obstruções das artérias coronárias, sendo necessária a realização de uma angioplastia com implante de um stent, bem sucedido.

O diretor assistencial do Hospital Metropolitano, Gilberto Teodozio, enfatizou que a realização de ações exitosas como essas corresponde ao envolvimento de uma grande equipe.

“A Central de Regulação do Estado é a primeira que recebe a solicitação para o transporte aéreo, e entra em contato imediato com o nosso NIR (Núcleo Interno de Regulação) para viabilização da vaga. O que temos vivenciado é o empenho de um grande time de profissionais desejosos em salvar cada vez mais vidas e oportunizar uma assistência de qualidade a todos”, declarou.

Neste mês de novembro, o GRAME da Paraíba realizou três transferências de pacientes para o Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

dezoito + dezesseis =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.
Ao enviar esse comentário você concorda com nossa Política de Privacidade.

Comentários

comentários