Investigadores da Polícia Civil participam de Curso de Tripulante Operacional em Minas Gerais

Seis Investigadores da Polícia Civil e treze sargentos do Corpo de Bombeiros iniciaram, nesta segunda-feira (12/11), o Curso de Tripulante Operacional – 2012, ministrado pelo Batalhão de Operações Aéreas (BOA) do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais.

O curso terá a duração de 28 dias com a carga horária de 294 horas/aula. A grade curricular abordará diversas áreas, dentre elas, segurança de voo, técnico operacional, operações embarcadas, salvamento aquático e de altura, teoria de voos e estágio.

O objetivo do curso é habilitar policiais civis e bombeiros a exercerem atividades a bordo das aeronaves de asa fixa e rotativa, durante o atendimento de ocorrências em apoio às equipes de solo.

Durante a aula inaugural, ministrada pelo coronel BM QOR Aurélio Terra, aproveitou a oportunidade para fazer um agradecimento à Polícia Civil. “Fico feliz com a participação de policiais civis no curso. Isso mostra a confiança que uma corporação tem pela outra. Obrigado pela presença”, disse o coronel.

O Chefe do Hangar da Polícia Civil, delegado Henrique Oliveira, e o Chefe de Operações, Inspetor Carlos Vítor, também estiveram presentes na aula inaugural, eles integram a Coordenação de Apoio Aéreo (CAA) da Polícia Civil de Minas Gerais. Henrique ressaltou a importância da integração entre as corporações. “A parceria entre a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros beneficia não só as corporações, mas sim a sociedade, pois poderá contar com serviços públicos essenciais de melhor qualidade e rapidez”.

Já Carlos Vítor disse: “esse curso é mais uma fase dessa parceria singular que as Instituições firmaram. Eu sou um exemplo da cooperação do BOA para com a CAA. A ” cabine mista” foi fundamental para que eu pudesse assumir comando em helicópteros na Polícia Civil . Esperamos retribuir essa parceira de igual sorte”.

Para participar do curso os investigadores tiveram que passar por uma análise curricular e estar em dia com o certificado médico aeronáutico (CMA).

Esta análise foi realizada pelo Chefe do Hangar, pelo Chefe de Operações, juntamente com a Dra. Ana Cláudia Perry, Coordenadora de Apoio Aéreo. Os policiais civis selecionados são:  Vilmar Maciel de Mendonça, Gilberto Gilson Lacerda, Diego Guilherme Pereira, do Hangar da Polícia Civil, Welbert Marçal, do Grupo de Operações Especiais (GOE), Roberto Oliveira, do Gabinete do Chefe de Polícia, e Bráulio Kelson da Silva, da Delegacia de Três Marias.

Segundo o investigador Gilberto Gilson, ter a oportunidade de participar do curso é a consolidação do trabalho que vem exercendo ao longo dos últimos meses na CAA.

Fonte: PCMG.

Escreva um comentário

cinco + 11 =

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.
Ao enviar esse comentário você concorda com nossa Política de Privacidade.

Comentários

comentários