Major Fábio solicita retorno da aeronave da PRF para a Paraíba

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Em pouco mais de um mês de mandato, já é grande e relevante a produção legislativa do deputado federal Major Fábio (DEM). Entre os requerimentos de sua autoria, destacam-se dois destinados ao Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. No primeiro, o deputado solicita o retorno da aeronave da Polícia Rodoviária Federal que atendia ao Estado da Paraíba.

Segundo o Major Fábio, o helicóptero da PRF que prestava serviços ao Estado era uma aeronave especialmente preparada para resgate de acidentados em rodovias federais, mas infelizmente foi remanejada para o Estado do Rio Grande do Sul com a justificativa de poucas ocorrências. “Neste momento torna-se imprescindível que a aeronave retorne à Paraíba para continuar como meio de socorro a pessoas acidentadas, doentes e no combate contra o crime organizado. Todas as operações referentes a combate e salvamento estão sendo realizadas a partir da Base-Recife, o que vem gerando transtornos”, disse o deputado.

Em seu requerimento, Major Fabio explicou ainda tratar-se de um equipamento importante que dá agilidade nos atendimentos de urgência em face de graves acidentes, além de ajudar no policiamento, combate ao tráfico de drogas e nas grandes operações que necessitam uma cobertura aérea. “Além do mais é um equipamento importante que dá agilidade nos atendimentos de urgência em face de graves acidentes, além de ajudar no policiamento, combate ao tráfico de drogas e nas grandes operações que necessitam uma cobertura aérea”.

O segundo requerimento de autoria do deputado, destinado ao Ministro da Justiça, trata da liberação de recursos financeiros do Fundo Nacional de Segurança Pública para o Governo do Estado da Paraíba fazer a aquisição de um helicóptero, para auxiliar no combate à criminalidade.

Para o deputado a aquisição desse helicóptero representará o avanço alcançado pelo Governo do Estado na estruturação da Segurança Pública da Paraíba, pois será mais uma ferramenta para potencializar o sistema de Defesa do Estado, além de servir, também, para o resgate e remoção aeromédica; policiamento ostensivo, de choque, de trânsito e ambiental; combate a incêndios; defesa civil e transporte de órgãos.

Fonte: PB Agora

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários