Maranhão passa a ter resgate aeromédico

O Maranhão passa a dispor de Resgate Aeromédico. Outros estados já possuem esse serviço, como Paraná, Santa catarina, Bahia, São Paulo, Distrito Federal, Rio de Janeiro, etc. A primeira turma para a realização desse serviço no estado foi certificada, na manhã desta quinta-feira (6), em solenidade ocorrida na sede do Grupo Tático Aéreo (GTA). Nove médicos e 11 enfermeiros da Secretaria de Estado de Saúde (SES) foram capacitados para atuar no transporte e resgate com utilização de helicópteros do GTA – conforme as exigências do Conselho Federal de Medicina (CRM), bem como as regulamentações aeronáuticas e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

turmado aeromedico

A solenidade de formatura foi presidida pelos secretários de Estado Ricardo Murad (Saúde) eAluisio Mendes (Segurança Pública) e contou com a participação do comandante geral daPolícia Militar do Maranhão, coronel Franklin Pacheco Silva; da delegada geral de Polícia Civil do Maranhão, Maria Cristina Resende; do coordenador geral do Grupo Tático Aéreo (GTA),Delcimar de Oliveira Silva; da gestora de Ações e Serviços de Saúde da SES, Maria do Socorro Bispo, familiares e convidados dos formandos.

Ricardo Murad parabenizou os médicos e enfermeiros que participaram voluntariamente do Curso de Resgate Aeromédico, o que vai possibilitar um trabalho mais eficiente no resgate aéreo dos pacientes. O transporte aeromédico é uma atividade que exige alto grau de especialização dos profissionais, tendo em vista que o traslado pode, em alguns casos, agravar o estado clínico do paciente. “Por isso, selecionamos profissionais com altíssima capacitação e muita experiência em atendimento de urgência e emergência”, completou o gestor estadual de Saúde.

A capacitação foi realizada em parceria com a Secretaria de Segurança Pública. “Quero registrar a minha admiração e apoio incondicional ao trabalho que vem sendo realizado pelo sistema de Segurança Pública na destruição das estruturas do crime organizado no estado”, ressaltou Ricardo Murad.

Aluisio Mendes enfatizou que a metropolização de São Luís e o crescimento de outros municípios do Maranhão demandaram a necessidade dos órgãos estaduais disporem de um mecanismo de resgate mais eficaz, em relação ao tempo de deslocamento. “Este helicóptero, dotado de duas UTIs completamente montadas, é um dos mais modernos do país e vai contribuir para uma abrangência mais ampla e eficiente no resgate de pacientes, antes exercido com muita competência e sem estrutura adequada pelos homens do Corpo de Bombeiros”, acrescentou.

O curso teve duração de 80 horas aula, com as disciplinas de terminologia aeronáutica, conhecimentos técnicos, segurança de vôo, fisiologia de vôo, fraseologia operacional, adaptação ao meio líquido, embarque e desembarque de helicópteros, resgate em locais de difícil acesso e assistência ao paciente aerotransportado.

O médico Antonio Borba Lima, que era um dos formandos, agradeceu ao Governo do Estado pela oportunidade de participar do curso e relembrou as dificuldades enfrentadas durante a qualificação. “Todo o processo de transformação pelo qual fomos submetidos nos incentivou ainda mais a prosseguir nesta missão de salvar vidas”.

Fonte: Secretaria de Saúde do Maranhão.

Foto: Mauro Wagner.

Escreva um comentário

um × cinco =

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.
Ao enviar esse comentário você concorda com nossa Política de Privacidade.

Comentários

comentários