O Centro de Instrução e Adestramento Aeronaval Almirante José Maria do Amaral Oliveira (CIAAN) da Marinha do Brasil realizou o primeiro Curso Especial de Tripulante Aéreo de Resgate para Busca e Salvamento (C-Esp-TAR-SAR).

O curso capacitou militares para atividades de Busca e Salvamento (SAR) a partir de aeronaves e apresentou elevado grau de dificuldade. Foram 51 candidatos e apenas 21 passaram no processo seletivo. Ao final, somente sete militares foram aprovados como Tripulante Aéreo de Resgate (TAR).

O curso foi dividido em 3 fases. A primeira consistiu na adaptação, onde os alunos foram submetidos a intensa capacitação física para a atividade SAR. Na segunda fase, conhecida como fase técnica, os alunos realizaram salvamento aéreo aquático, operações com guincho na água; salvamento em altura; atendimento pré-hospitalar para operadores SAR; e instruções sobre equipamentos de apoio, operações com aeronaves, sobrevivência, busca marítima e terrestre.

Esta fase contou com o apoio do Grupamento de Operações Aérea (GOA) do CBMERJ e do Centro de Medicina Operativa da Marinha. Também foram realizadas visitas técnicas no SALVAMAR Brasil, no 3º/8ºGAv da FAB (Esquadrão Puma), no Instituto Médico Legal e no CIAvEX.

Na terceira fase, ou fase operacional, os alunos colocaram em prática os conhecimentos adquiridos por meio de exercícios de busca em ambiente de selva, pernoite isolado, planejamento e execução de missão SAR, salvamento de múltiplas vítimas e recolhimento utilizando os métodos de extração.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

dois × 2 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.
Ao enviar esse comentário você concorda com nossa Política de Privacidade.

Comentários

comentários