- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Santa Catarina – Na sexta-feira (07), em sessão remota, vereadores de Criciúma aprovaram por unanimidade o projeto de autoria do Município, que autoriza o Executivo a celebrar Acordo de Cooperação Técnica com a Polícia Civil e com o Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Amrec (CIM-AMREC), para a implantação do Serviço Aeromédico (SARASUL) no Município de Criciúma.

Trata-se de uma luta iniciada há meses por representantes do executivo municipal, Polícia Civil, Ministério Público, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Unesc, SAMU, Câmara do Vereadores e Associações dos municípios da região. “Tudo isso só foi possível em razão do esforço do Prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro; do Secretário Municipal de Saúde, Acélio Casagrande, e dos prefeitos de 45 municípios da região que acreditaram e apoiaram o projeto”, falou o Presidente da Câmara Municipal de Criciúma, vereador Tito Belloli, logo após a votação.

Um passo importante na viabilização do serviço aeromédico começou em dezembro do ano passado, quando os prefeitos da região firmaram acordo para viabilizar o repasse de R$ 60 mil, rateado entre os municípios, para a manutenção do serviço.

Mais de um milhão de pessoas serão beneficiadas com o aeromédico na região. “Estamos chegando próximo de implantar definitivamente o serviço aeromédico. O próximo passo será enviar todo o projeto para o Governo do Estado e a Polícia Civil firmar o convênio. Depois disso, ele retorna para a Amrec que fará a licitação para, finalmente, termos esse serviço implantado“, afirmou Tita Belloli.

O SARASUL, em parceira com o SAER (Serviço Aeropolicial) da Polícia Civil, vai atender ocorrências dos municípios de Passo de Torres a Imbituba. O SAER chegou ao Sul Catarinense em novembro de 2016 e agora, além das missões policiais, trabalhará integrado com a saúde nos resgates e remoções aeromédicas de pacientes graves em toda a região.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários