Saiba mais sobre o programa de saúde e segurança de voo implantado pelo NOTAer/ES

Espírito Santo – No dia 13/05, no Hangar do NOTAer, aconteceu o lançamento da implementação do Exame de Atenção Computadorizado, um programa inédito de saúde e segurança na aviação brasileira. Essa novidade foi apresentada em Vitória por meio de uma parceria entre o Núcleo de Operações e Transporte Aéreo (NOTAer) com os Serviços Médicos Especializados (SME), empresa que atua no mercado desde 2002 implementando projetos comportamentais e de saúde mental para empresas de grande porte, e a Vale, mineradora com atuação global.

5

Os objetivos do exame são avaliar a capacidade de atenção; orientar possíveis fatores que possam estar interferindo na qualidade de vida, saúde e segurança do tripulante operacional; fortalecer, com foco educativo, a importância da redução do comportamento de risco; fortalecer as boas práticas no cuidado com a saúde; minimizar os riscos de acidentes e incidentes aeronáuticos; implementar o programa de gestão estratégica, com ênfase na fadiga; ampliar os efeitos da cultura de segurança de voo na minimização do risco aeronáutico; saúde e segurança dos tripulantes e não tripulantes operacionais e saúde mental e controle da fadiga.

7O Sistema também indica, com o acompanhamento diário e sistemático, problemas como ansiedade, depressão, uso de álcool, de drogas ilícitas, problemas de ordem familiar e econômica. No momento do teste revela que o funcionário está desatento, mas não indica a causa exata.

De acordo com o secretário da Casa Militar, coronel José Nivaldo Vieira Campos, a segurança no voo é uma preocupação constante no NOTAer. “Com a implementação do Exame de Atenção Computadorizado poderemos avaliar toda a tripulação antes do início da jornada de trabalho, o que melhorará muito o andamento dos trabalhos no ar, além de ajudar a minimizar os riscos de acidentes e incidentes aeronáuticos”, ressalta.

Através dos resultados do exame, será possível prevenir e propor as ações fundamentais para a segurança do voo, além de minimizar os riscos de acidentes e melhorar a qualidade de vida de todos os envolvidos na operação aérea.

O exame rápido e simples será feito todos os dias pelos tripulantes do NOTAer, assim que chegarem ao trabalho. Foi montada uma cabine dentro do hangar, onde o policial entra e fica de frente a um computador. Ele deve, com a barra de espaço do teclado, indicar quando a figura selecionada pelo sistema aparece na tela. Ao final ele responde um breve questionário de 10 perguntas e recebe um mensagem.

O Maj Quintino de Lima, chefe da Seção de Segurança de Voo do NOTAer falou sobre a importância da saúde e da segurança na aviação e esse será uma acompanhamento inédito na aviação. Pilotos, tripulantes operacionais, mecânicos, auxiliares de pátio, etc do NOTAer participarão dos testes.

11

Os resultados são sigilosos mas indicam à chefia se o policial está ou não apto para trabalhar naquele dia em sua atividade, principalmente se houver algum risco. O sistema faz uma avaliação imediata e compara com os teste anteriores dele. Com o tempo o sistema consegue montar o perfil da pessoa e a comparação dos testes é sempre feita com ele mesmo. O melhor que não tem caráter punitivo e, por isso, não apresenta rejeição.

Há por trás desse sistema uma equipe de médicos e psicólogos acompanhando e orientando a chefia e os avaliados. Nas empresas que já aplicam esse teste, como a Vale desde 2011, houve sensível redução dos incidentes e acidentes pessoais.

O Diretor Técnico-Científico da SME Consultoria, Dr Hebert Wilson Santos Cabral fez uma apresentação sobre o que é o sistema e quais suas aplicações. Enfatizou em sua apresentação sobre a importância do convencimento da liderança da empresa ou dos órgãos sobre os benefícios do sistema e utilizá-lo sempre como forma preventiva, melhorando a segurança e qualidade de vida das pessoas. Usar o sistema para punir não é e não deve ser o objetivo.

15

O sistema que avalia a concentração dos trabalhadores de riscos é chamado de Ferramentas Ocupacionais Computadorizadas em Saúde e Segurança (FOCOS) e foi desenvolvido pelo professor Hebert W. S. Cabral (Universidade Federal Fluminense), inicialmente com pesquisas em portadores de Alzheimer e em crianças com Transtorno de Atenção. Em virtude dos benefícios, utilidades e simplicidade deste exame, foi convidado, desde 2003, por empresas a aplicá-los em empregados, com objetivo de avaliá-los.  Nestas empresas, foram observados: aumento da segurança dos empregados e com redução do número de acidentes e melhora da qualidade de vida e cuidado da saúde do empregado, além de boa aceitação por parte dos mesmos.

Estiveram presentes no eventos diversas autoridades e representantes da Mapfre Seguros, Flanci Corretora de Seguros, Helibras e diversas outras empresas interessadas na novidade. Durante o evento ficou em exposição o novo helicóptero modelo ASA350 B3e do NOTAer, equipado com kit aeromédico.

Foram entregues homenagens à personalidades e parceiros que possibilitaram ao NOTAer implantar sistema inédito para a segurança de voo.

Vale a pena conferir!

Confira a matéria da TV Record:

Fotos: Eduardo Alexandre Beni.

 

 

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

1 × 4 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários