A infraestrutura de solo nas operações de helicópteros

- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Marcos Oliveira Lara
Major da Polícia Militar de Minas Gerais

Uma característica essencial e distintiva da sociedade pós-industrial, nos dias de hoje, é a ênfase dada à prestação de serviços, que está presente de forma cada vez mais significativa na vida econômica social e no entretenimento das pessoas. O setor de prestação de serviços desempenha o papel de um dos líderes da nova onda de expansão econômica e tornou-se peça fundamental no processo de crescimento global.

Essa atividade econômica proporciona, atualmente, ocupação para uma parcela cada vez maior da população mundial. Com isso, a estrutura industrial da sociedade vem mudando aceleradamente nas ultimas décadas.

As implicações da mudança de uma economia suportada pela produção industrial para uma economia baseada na prestação de serviços são surpreendentes. Ganha destaque, nesse novo cenário, a ênfase em qualidade que, embora seja importante no setor industrial, é ainda mais relevante no setor de serviços, fazendo com que surja, assim, a necessidade de as empresas desenvolverem um entendimento apurado sobre qualidade na prestação de serviços, buscando alcançar a satisfação dos clientes, conscientes de que assim procedendo terão possibilidades maiores de obterem bons resultados.

Preconiza a doutrina aplicada à aviação que “tudo que pretende subir e pairar no ar deve partir de uma boa base terrestre.” Sem uma base terrestre adequadamente estruturada, torna-se impossível a consecução de objetivos, seja em ações ou operações de polícia, meio ambiente, socorro, dentre outras. Entende-se por base terrestre toda a infra-estrutura de apoio necessária para que se faça um vôo com segurança, aqui se inclui a área de recursos humanos, logística e operações.

Dentro do contexto de base terrestre, está inserida as equipe de solo que têm como objetivo prestar serviços de apoio terrestre às aeronaves em vôo, dentro dos padrões de segurança de vôo, uma vez que a infra-estrutura aeroportuária no Brasil encontra-se aindaem desenvolvimento. Assim, procura-se conceber alternativas que permitem a operacionalização de recursos aéreos em toda a nação.

Desta forma, as equipes de solo têm como finalidade a preparação de locais de pouso eventual, mormente conhecido como Zona de Pouso de Helicópteros (ZPH); o transporte de combustível; o abastecimento de aeronaves, mantendo a ininterrupção das operações aéreas; bem como o transporte de equipamentos a serem utilizados durante as operações aéreas, quais sejam, os de uso na aeronave e/ou em solo.


Clique aqui e leia a artigo completo em PDF


- Anúncio -

5 COMENTÁRIOS

  1. Excelente artigo técnico!

    Merece constar em cada biblioteca das unidades Aereas do Brasil.

    Parabéns ao autor!!

    Cmte Rodrigo Duton – MAJ PMERJ

  2. Aproveitei para ler novamente sobre o assunto e aprender um pouco mais com o mestre Maj Lara! Valeu pelos ensinamentos Comando! Bons voos!!!

    Cmte Farley, BOA/MG

  3. Parabéns! Esse artigo será estudado aqui a minha base! Muito bem elaborado, íncrivel a qualidade dos conhecimentos passados pelo Cmt Lara!
    Abração
    Cap Baracho

  4. Sr Maj Lara o artigo é excelente e será muito util na redação de minha monografia do CESP sobre o sistema de abastecimento no Btl RpAer.
    Respeitosamente,
    Cap Flávio Barreto

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários