- Anúncio -

Ceará – A Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (Aesp) iniciou na segunda-feira (02), o Curso Tático para Tripulação Aeromédico. O treinamento visa atualizar e ampliar os conhecimentos técnicos dos médicos e enfermeiros do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu Ceará) que atuam na função de tripulantes aeromédicos da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer).

O coordenador do Curso Tático para Tripulação Aeromédico, tenente-coronel Cléber Nóbrega Vieira, falou sobre a importância do profissional estar bem preparado para prestar um primeiro atendimento de qualidade e eficiente em casos de emergência.

“Eles já trabalham na aérea e agora nós estamos avançando, tornando-os mais aprimorados para que eles possam ter uma melhor dinâmica de salvamento aquático, de salvamento terrestre ou com transporte de vítimas em regiões inóspitas. Isso é um avanço para que eles possam fazer um trabalho parecido com o que os nossos operadores táticos já fazem quando vão para água, ou quando vão para um salvamento em altura. Nós estamos fazendo isso para que amplie ainda mais a nossa área de atuação e alavancar as missões de segurança pública”, pontuou o oficial.

A qualificação de 100 horas/aula contempla em seu conteúdo programático aulas teóricas e práticas de educação física; operação em alturas; operações aquáticas; salvamento terrestre; segurança de voo; sobrevivência em regiões inóspitas; atendimento pré-hospitalar tático; entre outros conhecimentos importantes para o profissional que irá atuar na tripulação tática aeromédica.

Segundo o aluno Rui Porto Morais, médico do Samu Ceará, esse curso irá auxiliar no aprimoramento técnico dos serviços de saúde. “É um curso que vai nos permitir aprimorar todas as técnicas e adquirir novos conhecimentos para poder tornar o serviço ainda melhor. Dessa forma vamos conseguir padronizar um serviço com maior excelência e cada vez mais galgar um degrau acima para se tornar um dos melhores serviços de resgate e transporte aeromédico do Brasil.”, avaliou o discente.

A aula inaugural foi marcada pela palestra “Introdução ao APH Tático”, ministrada pelo inspetor da Polícia Civil, Thyago Fonseca Lima, que apresentou de forma didática o que é o atendimento pré-hospitalar em combate e a sua diferença entre o APH tradicional, a fim de possibilitar os profissionais de saúde a efetuar um resgate de forma segura da área de conflito.

Ao todo, 10 profissionais, incluindo cinco médicos e cinco enfermeiros, participam da capacitação que segue até o próximo dia 10 de setembro de 2019.

Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará realiza Curso Tático para Tripulação Aeromédico
- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários