- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Nos últimos dias, além das missões rotineiras da Aviação de Segurança Pública, os operadores estão trabalhando de forma coordenada e aeronaves são utilizadas para transportar equipamentos e insumos hospitalares para o combate à pandemia de COVID-19 nas regiões nordeste, norte e sul do Brasil.

Os transportes são realizados por Unidades Aéreas Públicas (UAP) de todo o Brasil. Na última semana o Grupamento Tático Aéreo (GTA) de Sergipe, Batalhão de Operações Aéreas (BOA) do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina, Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) do Paraná e o Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER) do Acre, empregaram seus aviões nas missões.

Na sexta-feira (24), o GTA de Sergipe utilizou um avião da frota para buscar testes para COVID-19 na cidade de Maringá (PR). Com o transporte, o material chegou em Aracaju quase uma semana antes do previsto. O avião nessas missões é mais eficiente pois pode percorrer longas distâncias, rapidamente.

Na manhã de quinta-feira (29), uma operação foi montada para transportar 4 ventiladores mecânicos completos, 10 monitores multiparâmetro e cerca de 300 kits de testes para COVID-19 em Santa Catarina, sul do país.

Os aviões Arcanjo 02 e 04 do Batalhão de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros decolaram de Florianópolis para transportar materiais para as cidades de Tubarão, Criciúma, Araranguá, Chapecó e Concórdia. As duas aeronaves voaram um distância de aproximadamente 1.110 quilômetros em aproximadamente 4,5 horas de voo.

O BPMOA do Paraná continua seu trabalho de apoio à Secretaria Estadual de Saúde (SESA) no interior do Estado com o transporte de exames para análise no Laboratório Central. Durante esse período estão sendo atendidos os municípios de Londrina, Maringá, Cascavel, Foz do Iguaçu, Umuarama, Guarapuava e Pato Branco, com mais de 16 trechos de voos para a SESA, apenas nessa semana com o avião Falcão 05.

Na quarta-feira (29), o CIOPAER do Acre realizou a distribuição de materiais hospitalares, como medicamentos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os profissionais de saúde na região do Juruá. As entregas estão sendo feitas a cada 15 dias com o avião Harpia 02.

O estado também recebeu 40 cabines que permitem uma terapia respiratória alternativa à intubação. O modelo é uma inovação utilizada pelo grupo Samel produzido pela indústria Transire, ambos de Manaus, AM. Essa entrega faz parte de uma doação de 100 unidades.

A cabine foi desenvolvida para ser uma barreira de proteção. Com uma montagem simples visa diminuir os riscos de contágio dos profissionais de saúde. Com armação formada por canos de PVC, a cabine é revestida por película de vinil transparente, que oferece visibilidade ao paciente e, ao mesmo tempo, auxilia na contenção do contágio.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários