- Anúncio -

Minas Gerais – O cesto é um equipamento utilizado para realizar o salvamento de pessoas em locais de difícil acesso como incêndios, enchentes, matas ou cachoeiras. O cesto fica acoplado no gancho da aeronave e tem capacidade para até quatro pessoas. Para aprimorar esse tipo de resgate, o Batalhão de Operações Aéreas (BOA) realizou dois treinamento com o cesto, na Academia de Bombeiros Militar (ABM),nos dias 8 e 11 de abril de 2019.

Todo equipamento que é acoplado nas aeronaves modifica os aspectos da aeronavegabilidade e da segurança nas operações. O peso extra de equipamentos acoplados no gancho da aeronave modifica seu centro de gravidade e as funções dos tripulantes em voo.

Por isso, é necessário realizar treinamentos com simulações. É necessário treinar o piloto na retirada de cargas do solo, os tripulantes embarcados que irão auxiliar o piloto nas manobras com o cesto e o tripulante que vai no cesto com as vítimas, que precisa estar atento com a segurança delas e com a comunicação com a tripulação embarcada.

Os treinamentos dessa semana simularam duas vítimas ilhadas que foram resgatadas com o cesto. Na aproximação com o cesto e no embarque de pessoas, diversas coisas podem dar errado, como o cesto enganchar em algum obstáculo, fato que ocorreu em um resgate na cidade de São Paulo, em novembro do ano passado.

O cesto enroscou enquanto a aeronave Águia fazia o salvamento de três pessoas ilhadas em uma enchente. O tripulante teve que cortar as malhas do cesto para desenroscá-lo de um caminhão. Dependendo da situação, esses incidentes podem até culminar na queda da aeronave, por isso, a importância dos treinamentos.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários