- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Alemanha – Em meados de janeiro, a equipe aeromédica do helicóptero “Christoph Europa 2” da Base de Rheine da ADAC Air Rescue, que fica próxima da fronteira holandesa, foi acionada para resgatar uma gestante de 24 anos na 40ª semana de gravidez.

Chegando no município de Mettingen, a equipe pousou diretamente em uma área em frente à casa da paciente grávida. Neste ponto, a mulher já estava entrando em trabalho de parto. Como um transporte de ambulância para a Clínica de Osnabrück levaria pelo menos 25 minutos, o helicóptero de resgate foi selecionado como meio de transporte mais adequado.

Durante o voo para a clínica, chegou a hora do pequeno Martin ver a luz do dia a bordo do helicóptero. Dois minutos após o nascimento, a equipe pousou na clínica. Uma equipe já esperava a mãe Sonja Lammers e o pequeno Martin Timotheus (3.620 gramas, 53 centímetros). O marido foi de carro para a clínica e quando chegou já era pai.

Duas curiosidades sobre o parto a bordo. A primeira foi definir o local de nascimento, pois não foi possível identificar claramente onde ele aconteceu. Assim, o cartório decidiu o local como sendo o momento do corte do cordão umbilical, ou seja, em Osnabrück.

A segunda foi que esse acontecimento não é nada comum. “O último caso que documentamos foi há 28 anos. Isso foi em 1992, com o helicóptero de resgate “Christoph 1” da Base de Munique, disse o porta-voz do ADAC, Jochen Oesterle.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários