- Anúncio -
Print Friendly, PDF & Email

Santa Catarina – A situação da pandemia se agravou em Santa Catarina, principalmente a partir de fevereiro, e há falta de leitos de UTI. Até a noite de terça (2), 251 pessoas aguardavam para serem transferidas. A taxa de ocupação de leitos de UTI destinado a pessoas adultas com COVID-19 era de 99,95%, às 22h07 de terça.

Para tentar resolver o grave problema ocasionado pela falta de vagas em UTI, na manhã de quarta-feira (03), o avião Arcanjo 02 do Batalhão de Operações Aéreas (BOA) do Corpo de Bombeiros iniciou o transporte de pacientes com COVID-19 do Oeste Catarinense para o Espírito Santo.

O primeiro paciente de 34 anos, internado no HRO (Hospital Regional do Oeste) com COVID-19, foi levado de Chapecó para o Espírito Santo. Ao todo, serão transportados 16 pacientes ao longo dos próximos dias. A expectativa é que todos recebam assistência médica no Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, no município da Serra (ES), região da Grande Vitória.

Segundo o superintendente de Urgência e Emergência da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, Diogo Bahia Losso, o objetivo é atender prioritariamente a região Oeste com a transferência de pessoas que estão nos hospitais Regional do Oeste, em Chapecó, Regional São Paulo, em Xanxerê, e Terezinha Gaio Basso, em São Miguel do Oeste.

Todas essas unidades já registraram mortes de pessoas que aguardavam por um leito.

- Anúncio -

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários