Crianças visitam Notaer e conhecem o risco do raio laser para aviões e helicópteros

O Núcleo de Operações e Transporte Aéreo (NOTAer) do Governo do Espírito Santo recebeu a visita de 40 alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Ronaldo Soares, na tarde de quarta-feira (16). As crianças foram recebidas no Hangar do NOTAer, situado no Quartel do Comando Geral (QCG) da Polícia Militar, em Vitória, onde conheceram a rotina e os equipamentos utilizados nas operações aéreas da unidade. A ocasião foi marcada por uma peça teatral para orientar os estudantes sobre os perigos do raio laser para o tráfego aéreo.

criancas
A peça foi promovida por representantes da Infraero e Petrobras, empresas responsáveis pela maioria dos voos de helicóptero no Estado, já que as crianças estudam em uma unidade de ensino localizada no bairro Resistência, coincidindo com a rota de pouso dos helicópteros para o NOTAer e também com a principal rota de aproximação de todas as aeronaves que pousam no aeroporto de Vitória.

“O registro de feixes de laser apontados para aeronaves tem crescido exponencialmente, expondo as tripulações, passageiros e moradores aos riscos inerentes a um acidente aéreo”, explicou Keldo Campos, um dos palestrantes e agente de segurança operacional do aeroporto de Vitória. Ele também destacou a importância de eventos dessa natureza para a segurança das operações aéreas na capital.

“Os momentos que antecedem o pouso de uma aeronave são uma das fases críticas do voo, exigindo concentração absoluta dos pilotos. Por isso é importante conscientizar e educar a população de todas as idades sobre os riscos de raios laser, pipas, balões nas áreas de pouso e decolagens de aeronaves”, disse Paulo Valiate, responsável pela segurança operacional da Petrobras”.

criancas1

A professora de Artes da Escola Ronaldo Soares, Maria Assunção, afirmou que experiências dessa natureza são inesquecíveis para as crianças, que certamente vão transmitir os ensinamentos para seus familiares e sua comunidade. “Agradecemos ao NOTAer por possibilitar essa visita tão esclarecedora aos nossos alunos”, ressaltou a professora.

O capitão Pablo Angely, da Seção de Segurança Operacional do NOTAer, contou que a unidade aérea do Estado recebe constantemente visita de escolas e instituições não governamentais no Hangar. “O NOTAer aproveita todas as oportunidades para difundir a cultura de segurança operacional na aviação, especialmente trabalhando a educação e conscientização das crianças”, finalizou o oficial.

De acordo com o oficial de Segurança de Voo do NOTAer, major Paolo Quintino, a iniciativa visa contribuir com a educação e conscientização do cidadão sobre os riscos de acidentes aéreos decorrentes dessa prática. “Percebemos que educar as crianças tem sido mais eficaz do que punir o adulto infrator. A ação de apontar uma caneta de raio laser para um avião pode ser enquadrada como crime de atentado contra a segurança do transporte aéreo, previsto no artigo 261 do Código Penal Brasileiro”, diz.

Fonte: PMES.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

nove + 1 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários