São Paulo – No Domingo (25), duas mulheres que realizavam trilha na Cachoeira da Fumaça, próximo ao município de Paranapiacaba (SP), sofreram um acidente e precisaram de resgate. Uma delas sofreu queda de 20 metros de altura pelas pedras, ocasionando múltiplas fraturas pelo corpo. A acompanhante na tentativa de socorrer, sofreu um entorse no tornozelo.

Equipes do 8º Grupamento de Bombeiros e do Grupamento de Ações em Emergências e Desastres (GAED) conseguiram acessar as vítimas na madrugada de segunda-feira (26). QR Code (placas de metal) instalado em pedras ao longo das trilhas pelos bombeiros na Serra de Paranapiacaba, na Grande SP, ajudaram na localização das vítimas.

Bombeiros acessando as vítimas de queda em trilha no ‘Vale da Morte’, em Paranapiacaba, na Grande SP. Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros.

Devido a geografia do local, mata fechada em meio a Serra do Mar, solicitaram apoio do helicóptero Águia para a retirada das vítimas.

Com o acionamento, equipe do Águia 16 da Base de Aviação de Praia Grande partiu para o resgate. No local, depois de avaliado o melhor procedimento para a retirada das vítimas, foi utilizado o guincho elétrico da aeronave. A vítima que estava politraumatizada e em estado mais grave, foi a primeira a ser retirada pelo helicóptero.

Imobilizada em uma maca foi conduzida pelo Águia 16 até a equipe aeromédica do Águia 05 da Base de Aviação de São Paulo que aguardava em um ponto próximo ao município de Santo André. Enfermeiro e médico da equipe prestaram os primeiros socorros à vítima e depois de estabilizada foi transportada ao hospital Mário Covas.

A outra vítima menos grave, depois de retirada pela equipe do Águia 16, foi conduzida para o mesmo ponto de apoio, permanecendo sob os cuidados das Unidades de Resgate do Corpo de Bombeiros.

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

dois + 14 =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários