- Anúncio -
Ascom Ceará

Ceará – A Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (CIOPAer) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) iniciou, na manhã desta segunda-feira (18), mais um curso ministrado pela Escola de Aviação, que pertence à própria Coordenadoria.

Denominado de “Ground School”, a capacitação visa qualificar pilotos para operarem aeronaves de modelo EC 135. Atualmente, a CIOPAer, com uma frota de nove helicópteros e um avião, é a maior operadora pública entre os Estados do país em aeronaves biturbinas.

O curso teórico conta com 80 horas/aulas, durante dez dias, e envolve todos os sistemas e especificações técnicas da aeronave. Com isso, o piloto poderá, não apenas cumprir uma obrigação legal para pilotar, mas também operar esse tipo de veículo aéreo com toda segurança, a partir dos conhecimentos adquiridos durante o curso.

Escola de Aviação da CIOPAer do Ceará ministra curso para profissionais do RN e da ANAC. Foto: divulgação.

Além de integrantes da CIOPAer do Ceará, também participam alunos do Centro Integrado de Operações Aéreas do Rio Grande do Norte (CIOPAer-RN) e da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

A participação de alunos de outros Estados do Brasil já é uma praxe na Escola de Aviação cearense. Desde a sua homologação pela ANAC, já foram 17 profissionais de fora do Ceará qualificados, sendo quatro amazonenses, quatro potiguares, três paranaenses, dois paraibanos, dois sul-mato-grossenses, um tocantinense e um capixaba.

Os cursos práticos consistiram na formação de pilotos privados e comerciais. Já nas qualificações teóricas, que são os “Ground School”, o foco foram as aeronaves de modelos AS350, EC 135 e EC145.

“Participar deste curso na CIOPAer Ceará é ter a oportunidade de desfrutar do conhecimento e capacidade de um operador com referência nacional, e com uma fama extremamente positiva em todo o território brasileiro”, disse Clementino Veras, servidor da Anac de Brasília.

Já o capitão da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, Jhonatan Campos, que atua na CIOPAer do Rio Grande Norte, destaca a capacidade técnica dos instrutores cearenses: “A qualificação obtida pela experiência nas operações e a preocupação com a qualificação do pessoal que tem o Estado do Ceará, inclusive com cursos fora do país, nos dá a certeza de uma qualidade técnica elevada dos instrutores e consequentemente do curso”, ressaltou o oficial potiguar.

Simulador da CIOPAer do Ceará. Foto: Eduardo Alexandre Beni
Simulador da CIOPAer do Ceará. Foto: Eduardo Alexandre Beni

Segundo o coordenador da CIOPAer, delegado da Polícia Civil, Aristóteles Tavares, “temos que ser cada vez mais rigorosos na busca da excelência em todas as nossas atividades, sendo a de ensino e instrução uma das mais importantes. Pois é por meio dela que transferimos o conhecimento tão necessário para o engrandecimento da aviação de segurança pública do Ceará e do Brasil”, finalizou.

Escola de Aviação da CIOPAer

Os números da Escola de Aviação da CIOPAer Ceará também são expressivos no que se refere à qualificação do próprio efetivo. Foram capacitados, em cursos práticos, 28 servidores. Já nas qualificações teóricas, foram 32 profissionais.

Essa capacidade de qualificação da CIOPAer, como Escola Homologada de Aviação pela ANAC, possibilita uma formação mais fácil para os servidores, que não precisam se deslocar para outros Estados para aprimorarem seus conhecimentos. Além disso, é importante destacar a economia aos cofres públicos do Estado, que não precisará custear cursos fora do território cearense.

“Esquilo”, aeronave tática da Ciopaer no Cariri. Foto: Eduardo Alexandre Beni.
- Anúncio -

1 COMENTÁRIO

  1. Parabéns pelo trabalho!

    A existência de Escola de Aviação em uma OASP é mais que necessário, é questão estratégica organizacional.
    A difusão do conhecimento e o desenvolvimento de boas práticas operacionais, dependem de pessoas focadas no aprendizado, de modo a promover a constante mudança e aprimoramento do comportamento.
    Continuem sendo um bom exemplo!

    Bons voos, com boa gestão!
    Marcus Baracho

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários