Familiares de oficiais mortos em acidente de helicóptero entram com ações judiciais

Os familiares e os patrimînios de dois policiais de Atlanta, mortos há dois anos quando um helicóptero do departamento que eles voavam colidiu com os fios de transmissão de energia ao longo da rua Martin Luther King Jr., entraram com processos contra várias empresas envolvidas na fabricação e manutenção da aeronave.

Departamento de Polícia de Atlanta - Agentes da polícia de Atlanta Richard J. Halford, 48, de Lithia Springs e Shawn A. Smiley, 40, de Lithonia, morreram quando o helicóptero que pilotavam caiu no dia 3 de novembro de 2012, durante uma busca por um menino desaparecido.
Departamento de Polícia de Atlanta – Agentes da polícia de Atlanta Richard J. Halford, 48, de Lithia Springs e Shawn A. Smiley, 40, de Lithonia, morreram quando o helicóptero que pilotavam caiu no dia 3 de novembro de 2012, durante uma busca por um menino desaparecido.

Os oficiais Richard J. Halford, de 48 anos, e Shawn A. Smiley, de 40, estavam ajudando na busca de um menino de 9 anos desaparecido na noite do dia 3 de novembro de 2012, quando o helicóptero Hughes OH-6 atingiu os fios de transmissão de energia perto do cruzamento das ruas  Martin Luther King Jr. e Hamilton E. Holmes, perto da I-20. O menino desaparecido foi encontrado bem, mais tarde, mas Halford e Smiley morreram no acidente.

Os advogados dos patrimônios dos dois oficiais entraram com ações judiciais no Tribunal Superior do Condado de Fulton contra a Divisão de Aeronaves Hughes da Boeing Company, Honeywell International Inc., a fabricante de motores Rolls-Royce Corp., Rotor Resources LLC e Kenneth Paul Dudley, que revisou o helicóptero em 2005. Haviam vários problemas com o design e a fabricação do helicóptero e dos seus componentes, de acordo com os processos judiciais.

O acidente foi investigado pelo Conselho Nacional de Segurança em Transportes (NTSB) que estabeleceu, em março do ano passado, que a causa provável do acidente foi “uma omissão do piloto em manter suficiente altitude enquanto manobrava o helicóptero, o que resultou na sua incapacidade de ver e evitar o poste e os fios de transmissão de energia.”

Em um relatório, o NTSB disse: “As testemunhas relataram ter observado o helicóptero a uma altitude muito baixa com o farol de busca em manobras perto do cruzamento de duas ruas da cidade. Os depoimentos das testemunhas indicaram que, enquanto o helicóptero se aproximava do cruzamento, os esquis de aterragem colidiam com os fios no topo de um poste de 13 metros. O helicóptero então virou e caiu na rua.”

As autoridades policiais de Atlanta homenagearam Halford e Smiley com um memorial no local do acidente.

Saiba mais sobre o acidente clique aqui

 Fonte: AJC/ Reportagem: Mike Morris

 

2 COMENTÁRIOS

Escreva um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

16 − três =

Comentários que contrariem a lei, a honra e a intimidade serão moderados.

Comentários

comentários